Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Círio

Transporte e hospedagem estão mais caros neste Círio

terça-feira, 11/09/2018, 10:31 - Atualizado em 11/09/2018, 11:37 - Autor:


Os custos dos transportes e hospedagens de romeiros e turistas para o Círio 2018 estão mais caros este ano, segundo balanço divulgado na manhã desta terça-feira (11) pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/PA).


De acordo com o Dieese/PA, os meios mais utilizados durante o Círio, ou seja, transporte aéreo, transporte rodoviário e transporte marítimo/fluvial estão bem mais caros em relação ao ano passado.



O transporte aéreo, por exemplo, teve variações expressivas e altas acima da inflação nos últimos 12 meses, principalmente no que diz respeito às várias formas de tarifas praticadas hoje pelas companhias aéreas. As diferenças de preços entre a mais barata e a mais cara, segundo o Dieese/PA, chegam em alguns casos até 100%, dependendo da companhia, do local de origem e do horário e data do voo.  




O transporte rodoviário também está mais caro. A exceção é o transporte rodoviário intermunicipal que não teve reajuste em relação ao ano passado. No entanto, o transporte interestadual teve um aumento de 10,139%, segundo o Dieese/PA, com reajuste autorizado pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).


A linha urbana para Mosqueiro, por exemplo, as passagens tiveram um reajuste de 6%, segundo o Dieese/PA, autorizado em fevereiro deste ano, quando a passagem saiu de R$ 5 para R$ 5,30. A passagem de ônibus urbanos em Belém teve foi reajustada de R$ 3,10 para R$ 3,30.


Os táxis que circulam em Belém não sofreram reajustes nos últimos 12 meses, de acordo com o Dieese/PA, com a bandeirada custando atualmente R$ 5,61.




HOSPEDAGEM TAMBÉM MAIS CARA


O custo de hospedagem em hotéis e pousadas que envolvem os pacotes para o Círio estão um pouco mais caros em relação ao ano passado. Segundo o Dieese/PA, os reajustes não foram uniformes, mas podem chegar em percentuais que variam entre 6% a 10%. Em alguns hotéis, por exemplo, os pacotes de três diárias chegam a custar mais de R$ 4.000 mil.



Mesmo com os preços em alta e o fator crise, uma grande quantidade de hotéis já estão com acomodações quase lotadas, principalmente naqueles situados no trajeto do Círio, segundo pesquisas feitas pelo Dieese/PA.




“Os números levantados e analisados até agora pelo Diesse/PA mostram sem nenhuma dúvida que o Círio 2018 vai ser bem mais caro que o do ano passado. Uma grande contribuição para o aumento das despesas dos romeiros e turistas neste ano serão os custos dos transportes e também da hospedagem. Os transportes em sua maioria estão mais caros e em percentuais bem superiores à inflação para os últimos 12 meses. Já no caso da hospedagem também está um pouco mais cara. No caso especifico dos pacotes de hospedagem para o Círio (3 diárias), os reajustes foram diferenciados, variando de 6,00% até 10,00%”, explica o supervisor técnico do Dieese/PA, Roberto Sena.



Ainda de acordo com o supervisor técnico do Dieese/PA, dependendo do meio de transporte utilizado e do local de hospedagem, o gasto de cada romeiro ou turista pode ficar bastante elevado.


“Isto sem contar com os preços de alimentação e outras despesas, como artesanato e os deslocamentos na capital”, alerta.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS