Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Círio

Turistas do Círio serão recebidos com programação especial

segunda-feira, 18/09/2017, 07:55 - Atualizado em 18/09/2017, 07:56 - Autor:


Não são apenas romeiros e promesseiros que têm acolhida especial na paróquia de Nazaré antes, durante e depois das festividades do Círio. Os turistas também têm um lugar de destaque entre os personagens que compõem a maior festa religiosa do Norte do Brasil. De acordo com a Pastoral do Turismo, mais de 6 mil turistas foram recebidos na Basílica em outubro do ano passado em busca de informações de hospedagem, sobre a cidade e sobre a festa nazarena. Este ano, a expectativa é que esse número seja superado.

A pastoral surgiu em 2014, na Basílica, e trabalha durante o ano todo. Fora da época do Círio são desenvolvidos projetos para atender moradores e visitantes das comunidades locais que frequentam a igreja. “Temos 20 voluntários que trabalham na pastoral o ano inteiro e também realizamos oficinas de qualificação para orientá-los sobre como atender os turistas”, explica Jane Cléa Jacques Machado, coordenadora geral da Pastoral do Turismo. Esses voluntários recepcionam grupos de escolas, acadêmicos, pesquisadores, turistas da terceira idade e outros que solicitam visitação e os levam para conhecer espaços da igreja que são menos procurados em outros meses do ano, como o museu Memória de Nazaré, a Casa de Plácido e o Museu do Círio. “Os turistas recebem informações históricas, artísticas e sobre a importância religiosa desses espaços”, garante Jane.

Durante a Festa de Nazaré, essas visitas aumentam muito. Há caravanas previamente agendadas pela pastoral, mas no mês do Círio muitas pessoas chegam sem avisar e, ainda assim, são atendidas pelos voluntários. Toda a programação é gratuita. “A cada ano aumenta o volume de pessoas que procuram a paróquia. Programas de TV são gravados aqui e geram muita divulgação não apenas aqui, mas em outros Estados e até outros países”, conta Jane. A pastoral, vinculada à Paróquia de Nazaré, funciona mesmo como um ponto de guia turístico. “Muitas pessoas de fora chegam e nos perguntam onde pegar táxi, como faz para chegar no seu hotel e qual o melhor local para fazer compras”, lembra a coordenadora. 

TREINAMENTO

O projeto inédito de monitoria desenvolvido pela Pastoral na paróquia de Nazaré deu tão certo que o modelo será exportado para outras paróquias, como a da Sé, na Cidade Velha. A Catedral é também muito procurada por quem vem de foram e muitos reclamavam da falta de um atendimento e de informações sobre a igreja. “Voluntários daqui vão realizar um treinamento na Sé e formar uma equipe fixa que vai atuar na igreja regularmente, como ocorre aqui”, reitera. Um dos projetos da pastoral foi o IV Seminário de Turismo Religioso 2017, que ocorreu entre a quarta e sexta-feira dessa semana na Casa de Plácido, no Centro Social de Nazaré, onde também funciona a pastoral. 

Palestras, mesas-redondas e dinâmicas ocorreram nos 3 dias do evento, que contou com a participação de autoridades religiosas, especialistas na área de turismo e representantes de instituições de ensino, que debateram alternativas, possibilidades e desafios do turismo no Pará e na Amazônia. “O evento serviu para qualificar não apenas o público participante, mas os voluntários da pastoral, que precisam estar antenados no setor do turismo religioso, segmento onde atuamos”, pondera a coordenadora da Pastoral do Turismo.



O período do Círio é o que mais visitantes à capital. (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)


HOTÉIS FAZEM PACOTES PARA ATRAIR VISITANTES

Segundo cálculos do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHRBS-PA), o índice de reserva confirmada nos hotéis para o fim de semana do Círio era de 68% até a última quinta-feira (14). A estimativa do sindicato é que o índice de ocupação chegue perto dos 100% somente às vésperas da procissão de domingo, 8 de outubro. Segundo estimativas do Dieese e do próprio Sindicato, cerca de 77 mil turistas devem vir para o Círio de Nazaré, ficando na cidade entre 3 a 4 dias.

Fernando Soares, diretor jurídico da entidade, afirma que os números não são satisfatórios se comparados a de anos anteriores. “Há dois anos, quando chegava agosto, 80% das reservas já estavam confirmadas. No ano passado e neste ano, isso não aconteceu. Os hóspedes estão deixando para confirmar na última hora, já próximo da procissão”, garante.

Ele explica que a crise financeira contribui para esse quadro, sem contar que vir a Belém, durante o Círio, não sai barato. “Encontramos passagens aéreas de São Paulo a Belém beirando os R$ 2 mil ida e volta. Ou seja, quem antes vinha com a família toda hoje já não vem mais. Ou vem só com um número reduzido de acompanhantes. Há também quem espere promoções de última hora”, diz.

PACOTES

Para atrair mais turistas, vale a criatividade e o empreendedorismo de cada um. Não existe uma tabela fixa que estabeleça um valor padrão para as diárias. Por isso, o valor sofre uma variação quanto ao meio de hospedagem . “O que se tem feito bastante - e tem dado certo - é agregar outros serviços para quem fecha pacote. Existem hotéis que oferecem, por exemplo, passagens de barco para que o turista acompanhe a romaria fluvial”, reitera Fernando. “Outros oferecem camisas temáticas ou um café da manhã diferenciado no dia do Círio. Outros oferecem lembranças do Círio no pacote, etc.”.

(Luiz Flávio/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS