Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Círio

Belém deve receber 77 mil turistas no Círio deste ano

quinta-feira, 14/09/2017, 10:08 - Atualizado em 14/09/2017, 10:09 - Autor:


O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/Pa) e a Secretaria de Estado de Turismo (Setur) estimam que, este ano, Belém receberá 77 mil turistas para o Círio de Nazaré. Estes visitantes, conforme estima o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHRBS-PA), devem permanecer hospedados na capital, em média, 3 a 4 dias, seguindo o tempo de permanência do ano passado.

Mesmo diante da crise, com preços de passagens aéreas elevados, a estimativa é que os turistas vindos de fora do Estado ocupem de 90 a 95% dos leitos em Belém e parte de Ananindeua. A perspectiva atende todos os meios de hospedagem, que vão de pensão, albergues, hotéis e motéis. “O período mais forte é a sexta, sábado e domingo. A ocupação pode até chegar a 100%”, comenta Fernando Soares, diretor jurídico da entidade(SHRBS-PA).

Por se tratar de turismo religioso, o Círio de Nazaré ainda mantém um número expressivo de participantes, mesmo durante a recessão econômica. Os valores desembolsados dependem da localização da hospedagem, pacotes e serviços oferecidos pelo estabelecimento. A média corresponderá a R$ 160 por dia. “As empresas oferecem almoço, barco para o Círio Fluvial, camisas. Tudo isso agrega valor, além da proximidade da avenida Nazaré”, comenta.

Na Grande Belém, há cerca de 14 mil meios de hospedagem. Entre eles, 5 mil são associados ao sindicato. Para o diretor jurídico, mesmo que esses estabelecimentos fiquem lotados, ainda há tempo de conseguir uma reserva. “O turista deve procurar direto o local, tentar negociar. Muitos fazem até pacotes para receber grupo de pessoas”, orienta Soares. A expectativa é que, da segunda quinzena de setembro - a exemplo de 2016 - até outubro, quase todos os leitos disponíveis sejam reservados e confirmados.

Durante o fim de semana do Círio, os empresários também esperam que o movimento dos bares e restaurantes aumente de 85 a 90% do público normal. Este número deve cair já na terça-feira posterior à festa. Para atender esses clientes, os estabelecimentos devem contratar de 25 a 30% a mais de funcionários. As demandas são diárias, uma ajuda durante os dias de mais movimento.

Em hotéis, a projeção de contratação não é a mesma. As redes já trabalham com um efetivo de funcionários equivalente à lotação máxima do estabelecimento. “Esse serviço é mais especializado. Há cursos para camareiras, por exemplo”, garante o representante do sindicato. A previsão é que o gasto total dos turistas que visitarão a capital, seja de aproximadamente 29,1 milhões de dólares.



(Roberta Paraense/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS