Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Círio

Crise e aumento nos preços não devem afetar movimento no Círio deste ano

quinta-feira, 14/09/2017, 08:53 - Atualizado em 14/09/2017, 10:11 - Autor:


O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/Pa) realizou uma pesquisa sobre o que envolve os preparativos para o 225º Círio de Nazaré em Belém. O estudo do Dieese/Pa constatou que, em geral, a maioria dos setores econômicos do Estado é alcançada pelos impactos da grande festa, com destaque para o setor serviço, onde se sobressaem o turismo, o comércio, a indústria e a agropecuária. 

As análises mostraram que o Círio deste ano vai acontecer em um cenário de imensa dificuldade na economia. Esta situação deverá trazer pouco reflexo na mobilização de turistas e romeiros para a grande festa. Os estudos sobre as participações de turistas no Círio deste ano estimam queda de cerca de 3% no número de participantes. Os dados levantados e analisados pelo Dieese mostram que os custos de transportes e hospedagens de romeiros e turistas para o Círio 2017 vão estar bem mais caros que no Círio do ano passado, principalmente os transportes, em torno de 2,43%, nos últimos 12 meses. 

O transporte aéreo continua apresentando variações expressivas e altas acima da inflação nos últimos 12 meses, principalmente no que diz respeito às varias formas de tarifas praticadas hoje pelas companhias aéreas. A mais cara chega em alguns casos a 100%, dependendo da companhia aérea, do local de origem, do horário e da data do voo. Em relação ao Círio passado, os reajustes das passagens aéreas foram superiores à inflação, estimada em torno de 2,43% para os últimos 12 meses. 

O transporte rodoviário também está mais caro neste Círio 2017 em relação ao do ano passado. O transporte interestadual de passageiros, no caso ônibus, teve um aumento de 1,44%, e o reajuste foi autorizado pela Agencia Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Já o rodoviário intermunicipal de passageiros também está mais caro em 16,61%.



Expectativa de comerciantes é que a cidade fique movimentada no fim de semana da grande procissão. (Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)


HOSPEDAGEM

Na questão da hospedagem, o estudo mostrou que cerca de 60,6% dos turistas que vieram passar o Círio em Belém se hospedaram na casa de amigos ou parentes. Já nos hotéis, se hospedaram cerca de 32% dos turistas, e o restante ficou em outro tipo de acomodação. Muitos retornaram a seus locais de origem no mesmo dia do evento. Esta situação deverá se repetir este ano. 

Nos últimos anos, os hotéis em Belém resolveram fazer pacotes especiais para o Círio, com o mínimo de 3 diárias. Este ano, uma parte considerável dos hotéis continuam com esta prática. Em relação ao Círio do ano passado, o custo de hospedagem em hotéis e pousadas que envolvem pacotes está um pouco mais caro.




(Roberta Paranese/Diário do Pará com redação)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS