Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Círio

Homem é preso em flagrante por estelionato

quarta-feira, 29/03/2017, 11:06 - Atualizado em 29/03/2017, 11:07 - Autor:


Agentes da Polícia Rodoviária Federal de Santarém, na região do Baixo Amazonas, prenderam, ontem de tarde, um homem acusado de estelionato. Ele foi identificado como Jinclarck Dias Paz, 23 anos, e seria expert em alugar veículos e depois revendê-los em outra cidade. As informações são da assessoria de comunicação da PRF.

Os agentes souberam que o acusado estaria se passando por funcionário da Embrapa, com objetivo de alugar um veículo em uma locadora de Santarém. O Núcleo de inteligência da PRF descobriu que ele teria, ano passado, alugado um veículo de uma locadora de Itaituba e vendido o carro na Comunidade de Caracol, localizada na rodovia BR-163. O caro foi recuperado em Santarém. 

O acusado teria realizado um pré-cadastro na empresa de locação de veículos. E o proprietário da empresa, após uma análise mais aprofundada, percebeu que caiu em um golpe. Acionou os agentes da Polícia Rodoviária Federal para que o veículo fosse localizado.

Nisso, Jinclarck foi preso em flagrante em um hotel da cidade, após ter retornado da locadora. Ele ainda solicitou a troca do veículo já alugado por outro de maior porte. Ele já estava hospedado há 23 dias no hotel, passando-se por funcionário público, inclusive utilizando crachás de identificação. 

Com o acusado foram apreendidos 3 diferentes documentos de identificação, alguns sem fotografia, um formulário de CPF em branco, certidões de nascimento, cartão de banco e uma carteira estudantil, com nomes diferentes.

Por mais de 20 dias, Jinclarck e um comparsa, ainda não localizado, fizeram dívidas em um estabelecimento local, usando as facilidades que o cargo fictício proporcionava. Garantia que depois pagaria o débito.

O acusado foi preso pelo crime de Estelionato e encaminhado à Polícia Civil de Santarém. Ele foi reconhecido por várias de suas vítimas naquela unidade policial.

(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS