Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
Círio

Imagem Peregrina chega à Igreja da Sé

sábado, 08/10/2016, 16:29 - Atualizado em 09/10/2016, 00:40 - Autor:


Ainda cedo, milhares de fiéis lotaram a área externa do Colégio Gentil Bittencourt, em Nazaré, onde iniciou por volta das 16h30 a missa que antecede a Trasladação. Já a romaria encerrou por volta das 23h, ao chegar na Igreja da Sé, após cerca de cinco horas de procissão.


A cerimônia foi celebrada pelo arcebispo de Belém, D. Alberto Taveira e terminou por volta das 17h30. Em seguida, a Imagem Peregrina foi colocada na Berlinda, às 17h40, na porta do colégio, e minutos depois deu início a Trasladação, onde fiés a acompanham por 3,7 km.


 




 


A Berlinda com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré saiu do Colégio Gentil Bittencourt para ganhar as avenidas Magalhães Barata, Nazaré, Presidente Vargas, Boulevard Castilho França, Portugal e contorna a Praça do Relógio até chegar à Igreja Sé, no bairro da Cidade Velha, onde permanece até a madrugada de domingo, onde será realizada a missa e o tradicional Círio de Nazaré.


 


COMO FOI A PROCISSÃO? (PRINCIPAIS MOMENTOS)



 


Assim que a corda - um dos maiores símbolos do Círio - foi atrelada, muitos promesseiros já estavam aguardando no local para garantir sua vaga e pagar sua promessa.


 




 


Assim como nos últimos anos, a diretoria do Círio pediu aos promesseiros para que não cortassem a corda durante o percurso, tanto para não comprometer o evento, mas também para sua própria segurança.. 


 




 


Por volta das 18h20, a Imagem Peregrina passava em frente aos colégios Nazaré e Santa Catarina para receber as primeiras homenagens.


 



 


Após receber as homenagens, a Berlinda foi conduzida em direção da Travessa Quintino Bocaiúva, onde recebeu as homenagens do Tribunal de Contas do Estado, por volta das 18h35.


 



 


Na Avenida Presidente Vargas, o coral da Fundação Cultural do Pará já estava aquecido e posicionado para prestar sua homenagem à Santa Peregrina, que estava sendo conduzida pela Travessa Dr. Moraes.


 



 


Por volta das 19h20, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré se aproximava da Avenida Presidente Vargas. Antes disso, recebeu homenagens em frente ao prédio do INSS.


 




 


Pouco tempo depois, parou em frente ao antigo prédio Manoel Pinto da Silva, na Campina, para receber a tradicional homenagem dos seus moradores e familiares.


 



 


Ao longo do percurso, vários devotos escolheram fazer sua homenagem através da música, como este coral, que recebeu a imagem cantando "Maria de Deus, Senhora da Paz", composição de Ricardo Sá.


 



 


E por volta das 20h25, Nossa Senhora de Nazaré recebeu a tradicional homenagem do Banco da Amazônia, ao som da música "Festa", de Anderson Cunha e interpretada por Ivete Sangalo. 


 



 


Após a homenagem, a Berlinda foi conduzida pelos fiéis em direção da Rua Riachuelo, passando em frente do Teatro Waldemar Henrique, na Praça da República, por volta das 20h45.


 




 


Às 21h15, a Santa Peregrina já havia alcançado os Correios, enquanto promesseiros em uma das cordas deixavam a Avenida Presidente Vargas e dobravam na Avenida Boulevard Castilhos França, onde aguardavam pela Berlinda.


 



 


Alguns metros adiante, a Imagem Peregrina recebeu a homenagem do Banpará.


 



 


A Santa chegou em frente ao Banco do Brasil por volta das 21h35 para receber a tradicional e bela homenagem da "chuva" de fitas coloridas e papeis picados.


 



 


Enquanto isso, promesseiros na Corda eram movidos pela fé quando o corpo não aguentava mais.


Por volta das 21h40, os promesseiros da primeira corda estavam em frente à Estação das Docas, enquanto a Berlinda ainda chegava na Avenida Boulevard Castilhos França.


 



 


Assim que superou a descida da Avenida Presidente Vargas e dobrou em direção da Praça dos Estivadores, por volta das 22h15, a Rainha da Amazônia recebeu mais homenagens dos devotos, que iluminaram ainda mais o céu da capital paraense.


 



 



 


Por volta das 22h35, a Berlinda já havia alcançado a Rua Padre Champagnat, em frente da Praça Dom Pedro II. E, pelo caminho, recebeu mais homenagens, distante poucos metros da Catedral de Belém. 


 



 



 


Após cinco horas de procissão, a Santa Peregrina chegou ao seu destino final, a Igreja da Sé, por volta das 23h, sob os aplausos dos devotos.


Na madrugada deste domingo (9), a partir das 5h, inicia a missa que antecede a festa maior, o Círio de Nazaré. 


 




 



 


HISTÓRIA DA TRASLADAÇÃO



Antigamente chamada de Antecírio, a Trasladação não possui carros de anjos nem de promessas, mas é compensada por homenagens com fogos de artifícios, iluminação das casas e as velas dos devotos, que iluminam a noite na véspera da festa maior.


Em 1887, o traslado saía do Colégio Amparo, que em fevereiro do mesmo ano, através do decreto Nº 414 do Governador Dr. Augusto Montenegro, passou a se chamar Instituto Gentil. Em 1889, houve a mudança de nome e, somente em 1906 com a inauguração do atual prédio, em 26 de junho, é que a Trasladação passou a sair do atual local, na Avenida Gov. Magalhães Barata.


Nos anos 70, as idosas se reuniam em grupos para acompanhar a Corda da Trasladação, o que foi possível devido ao clima noturno. Mas a partir de 1985 começou a ficar problemática, por causa do aumento de promesseiros na Corda.


Apenas em 1988, a Trasladação passou a ter o mesmo trajeto do Círio, mas em sentido inverso, pois antes ainda seguia até a Catedral da Sé tendo como rua central do percurso, a Avenida Governador José Malcher.


Em 2005, a Trasladação foi uma das mais longas dos últimos anos, demorando cerca de seis horas de procissão, quando a Berlinda chegou à Sé por volta de meia-noite.


(DOL com informações do Círio de Nazaré)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS