Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$
Círio

50 mil acenos de fé na hora da despedida

terça-feira, 27/10/2015, 08:10 - Atualizado em 27/10/2015, 08:10 - Autor:


As comemorações da 223° edição do Círio de Nazaré encerraram na manhã de ontem, com a subida da imagem original de Nossa Senhora de Nazaré ao Glória, depois de 15 dias no altar da Basílica. Em seguida, milhares de fiéis lotaram a Praça Santuário para assistirem à missa que antecedeu a última procissão da quadra nazarena, o Recírio. Das 12 romarias, o Recírio tem o menor percurso, 650 metros.


O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Correa, destacou que os devotos devem guardar no coração a mensagem de uma transformação pessoal. “Eu peço a vocês que entendam que neste coração precisa haver esperança, sonhos. Não derrotismo. Não devemos aderir à ideia de que o mundo está acabando. Existe a graça de Deus que renova todas as coisas. Ele faz tudo novo e tudo diferente”.


Ele também enfatizou a importância de as famílias estarem unidas. “Comece a transformação na sua casa. Saia daqui missionária. Saia gostando de ser cristão católico. Pratique o bem, busque o que une e não o que separa. Renove seu gosto de viver com fé. Que esse Círio faça nós sairmos daqui dispostos a viver nossa fé e amar o nosso próximo”.


Ao término da missa, os sinos da Basílica de Nazaré soaram às 7h e o Recírio se iniciou. A imagem peregrina saiu da Praça Santuário até Capela do Colégio Gentil. Os fiéis seguiram em procissão ao som de louvores, orações e agradecimento pelas graças alcançadas. Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA), em parceria com a Diretoria da Festa de Nazaré, 50 mil devotos participaram da procissão. A universitária Marisa Dias, 35 anos, se sentia maravilhada com o clima de fé. “É o fim de mais um Círio e temos a fé renovada. Cada um de nós, paraenses, pode mostrar a espiritualidade para todo o Brasil. É um momento único, novo”, diz. 


A mãe de Marisa, a aposentada Maria Helena Dias, 60 anos, diz esperar ansiosa por outubro do próximo ano. “A gente tem mais coisas para agradecer do que para pedir. É o momento de renovar a nossa fé”.

EMOÇÃO


A imagem peregrina contornou a Praça Santuário, seguiu pelas avenidas Generalíssimo Deodoro, Nazaré e Magalhães Barata até chegar à Capela do Colégio Gentil Bittencourt. Milhares de fiéis já a aguardavam para prestar as últimas homenagens. Entre eles, a vendedora Rosangela de Oliveira Rodrigues, 53 anos.


Ela se emocionava só de se lembrar da promessa feita à Nossa Senhora. Há um ano, recebeu a notícia de que poderia estar com câncer na garganta. Rosangela assumiu o compromisso de distribuir 2 mil lenços brancos com a imagem de Maria, caso superasse a enfermidade. “Depois de outros exames, descobri que não era câncer. Fiz uma operação e nem remédios eu preciso tomar. Prometi que, na despedida do Círio, distribuiria 2 mil lenços. Esses lenços que você vê são da minha promessa”, falou.


(Renata Paes / Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS