Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Círio

Romaria em Castanhal celebra fé em Nossa Senhora

domingo, 18/10/2015, 08:26 - Atualizado em 18/10/2015, 09:11 - Autor:


Castanhal realiza neste domingo sua 17º romaria em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré. Os eventos que antecedem a grande procissão começaram ainda na manhã da última sexta-feira na cidade. Alguns dos devotos mirins foram vestidos de anjos e participaram de uma procissão pela cidade, como forma de agradecer pelas graças alcançadas. 


Na Catedral, às 20h, houve missa com participação de uma orquestra. Durante todo o sábado, durante o dia, ocorreu carreata por toda a cidade. A romaria de Castanhal já é considerada uma das principais manifestações religiosas do Pará. Este domingo, a saída dos romeiros acontecerá às 6h, da Igreja Matriz de São José, no centro da cidade, até a Catedral, no bairro Nova Olinda. Lá será celebrada a missa solene até às 7h20. 


Depois, todos seguirão rumo à Igreja Santuário do Distrito de Apeú, onde receberão a imagem de Nossa Senhora e ainda participarão da missa final. Serão cerca de 8 quilômetros de caminhada, percurso duas vezes maior do que o do Círio de Nazaré, em Belém. A expectativa de encerramento é de antes do meio-dia. “Se terminar muito tarde, as famílias não terão tempo de se reunirem em suas casas. Viver a romaria em família é uma coisa fantástica”, disse o Bispo Diocesano Dom Carlos Verzeletti.

HISTÓRIA


A primeira romaria de Castanhal ocorreu em maio de 1998. Poucos anos depois a procissão passou a acontecer no terceiro domingo do mês de outubro. À época, em Castanhal, não existia nenhuma manifestação religiosa voltada a Nossa Senhora de Nazaré. “Foi quando os padres resolveram fazer algo diferente do Círio de Nazaré de Belém: organizaram o evento sem a utilização da corda e tiveram a ideia de transportar a imagem da santa em cima de uma réplica da Maria Fumaça”, explicou Dom Verzeletti. A Maria Fumaça era um trem movido a vapor, que, de 1904 a 1976, cortou o centro de Castanhal fazendo a linha Belém – Bragança. O evento foi um sucesso, virou tradição e se mantém até os dias de hoje.


(Tiago Silva/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS