Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Círio

A fé que vence qualquer obstáculo

segunda-feira, 12/10/2015, 08:49 - Atualizado em 12/10/2015, 10:20 - Autor:


Dentre as histórias de graças alcançadas, os promesseiros têm em comum uma fé imensurável que garantiu a força para seguir firme na caminhada da Igreja da Sé rumo à Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré. Além de ter como apoio a vontade de agradecer ou de fazer um novo pedido a Virgem de Nazaré, eles também contaram com a ajuda de pessoas, muitas vezes desconhecidas, mas que se dispõem a ajudar. 


Maurício Oliveira, há 5 anos, pagou uma promessa por ter conquistado sua aprovação no vestibular. Hoje, com 27, o acadêmico do curso de engenharia elétrica da Universidade Federal do Pará (UFPA) voltou a acompanhar a procissão de joelhos. Desta vez, o jovem agradeceu por estar concluindo seu curso. Acompanhada pela irmã e por voluntários que lhe prestavam ajuda, a autônoma Lucileide Teixeira, 31, pela 1ª vez, acompanhou a procissão de joelhos. A sua motivação foi um pedido feito a Virgem de Nazaré em um momento difícil. Em junho deste ano, a irmã de Lucileide foi internada, em estado grave, diagnosticada com uma infecção no sangue. O pedido foi para que a sua irmã saísse do hospital com vida e assim aconteceu.


AGRADECIMENTO


Com os pés descalços e uma cabeça de cera nas mãos, a enfermeira Jacira Teixeira, 60, viajou de Santarém para acompanhar a procissão do início da avenida Presidente Vargas até o CAN. Emocionada, ela contou o motivo de estar ali agradecendo: aos 30 anos, a filha de Jacira foi acometida com uma hemorragia cerebral. Ela conta que naquela mesma data, dia 11 de fevereiro deste ano, sua filha, formada em fisioterapia e que até então estava bem de saúde, foi internada e operada às pressas. Jacira pediu a Nossa Senhora que intercedesse junto a Jesus Cristo pela cura da filha e para “que ele usasse as mãos daquele médico”. Hoje a filha de Jacira está com saúde.


Os joelhos feridos demonstravam todo o esforço que a dona de casa Jane Silva, 28, fizera até aquele momento. Carregando uma imagem de Nossa Senhora, ela contou que este é o 3º ano que agradece por graças alcançadas percorrendo a procissão de joelhos. Há 3 anos, a mãe dela, Maria de Lurdes, 54, diagnosticada com leucemia e a filha, de 7 anos que havia apresentado um principio de epilepsia, estão hoje curadas, graças ao que ela atribui a Nossa Senhora.


Vestida de anjo, a pequena Maria Luiza, para a mãe, é um verdadeiro milagre. Foi a servente Valéria Carvalho, 25, que trouxe a filha do município de Capanema, especialmente, para agradecer. Aos 6 meses de gestação, Valéria foi vítima de um assalto. Na ocasião, ela foi atingida com um golpe de faca que perfurou sua barriga. Hospitalizada, Jacira pediu a Virgem de Nazaré pela vida da filha, que hoje está cheia de saúde. 


SAÚDE


“Valeu a pena pela vitória que Nossa Senhora me deu”. Foi com essas palavras que a autônoma Ruthlene Rabelo, 44, concluiu, mais uma vez, o trajeto da procissão que ela faz de joelhos há 5 anos. Ao chegar em frente à Basílica Santuário, com a ajuda de um voluntário da Cruz Vermelha, levantou-se. Nem o cansaço lhe tirou o sorriso do rosto ao contar que, graças às suas promessas, conseguiu sua casa própria em Marituba, além de uma outra em Bragança. Mas, para ela, a maior graça foi a cura da filha de 7 anos que sofria de sopro no coração.


Há 28 anos, a funcionária pública Albany Oliveira, 53, carregou pela 1º vez uma réplica de uma casa em sua cabeça durante a procissão do Círio. Foi a forma que ela encontrou para agradecer por ter conseguido a sua casa própria. Ontem, a romeira carregou o objeto pela 2ª vez por ter conseguido trocar o imóvel por um maior, conforme a promessa feita a Nossa Senhora durante o Círio 2014.


Foi carregando uma cruz de madeira, de 6 metros de comprimento e 120 quilos, que o empresário Agnaldo Aragão, 27, acompanhou o Círio 2015. É a 2ª vez que o promesseiro traz o objeto em sinal de tamanha gratidão a Virgem de Nazaré. O sucesso nos negócios, a aquisição de uma carro novo, além de mais um pedido o impulsionaram a estar mais vez cumprindo sua promessa.


(Pryscila Soares/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS