Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Círio

Experiências transformadoras

sábado, 10/10/2015, 12:22 - Atualizado em 10/10/2015, 12:36 - Autor:


O diretor do Departamento Estadual de Socorro da Cruz Vermelha, Jair Bezerra, ressalta a grande importância de pertencer a uma instituição reconhecida mundialmente, que está presente em cerca de 180 países, onde há em torno de 1,2 milhão de voluntários. Para Jair, ser voluntário é abrir um leque de oportunidades na vida profissional e de vivência humanitária. “Você se doa, se iguala ao outro. E aqui temos a responsabilidade de coordenar o Círio de Nazaré, junto forças integradas.”


Há 19 anos, o assistente social Carlos Moraes, 43, tornou-se voluntário da instituição. Para ele, que é evangélico, o papel do voluntário é ajudar o ser humano sem que haja distinção de pessoas ou de religião. Ele conta que o trabalho surgiu em sua vida como uma alternativa para fugir dos vícios que atraem, principalmente, a juventude. A escolha de Carlos deu tão certo que há 10 anos ele assumiu a função de gestor operacional do Departamento de Socorro, coordenando os treinamentos.


“O nosso maior retorno é saber que a gente contribuiu para o bem-estar dessas pessoas. É preciso calma, tranquilidade e agilidade para avaliar o que o paciente precisa”, pontua Moraes, ressaltando ainda que o voluntário está sempre apostos para ajudar. “Até a última gota de suor.”


AÇÃO DE FÉ


O engenheiro Erich Zacarias da Silva, 35, está na Cruz Vermelha desde 2013. Ele conta que naquela época passava por um problema pessoal e viu no voluntariado como uma oportunidade para exercitar a sua fé. Católico, ele que não queria passar mais um Círio em casa. Por isso resolveu se inscrever. “Me falaram que a Cruz Vermelha vicia. E realmente, eu fiquei. Fiz o curso para efetivo em novembro de 2013”, lembra.


Ele diz que encontrou uma segunda família ali e, por isso, convida a todas pessoas a terem essa mesma experiência de vida. “Um simples sorriso e a confiança que as pessoas depositam em mim já são o retorno.”


(Pryscila Soares / Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS