Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
Círio

Uma homenagem à altura da nossa protetora

sábado, 10/10/2015, 04:35 - Atualizado em 10/10/2015, 05:22 - Autor:


Fé e lágrimas de emoção conduziram a tradicional homenagem do Grupo RBA a Nossa Senhora de Nazaré, na manhã de ontem, durante o traslado de Ananindeua para Marituba. Ao som da Banda da Paróquia Loureto Santa Cruz, cerca de mil pessoas ergueram as mãos em direção à berlinda, que parou em frente à sede da empresa, na avenida Almirante Barroso, às 9h30. Por 10 minutos, houve chuva de papéis picados, pétalas de rosas, balões e a queima de 20 mil fogos de artifício.


Fitas coloridas e um banner gigante com a foto de Nossa Senhora foram colocados no prédio. Na frente, arquibancadas montadas para idosos, mães com crianças de colo e convidados, além de crianças e adolescentes integrantes do Programa de Combate ao Trabalho Infantil do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em parceria com o Grupo RBA. O padre Paulo Falcão, da Paróquia Santa Cruz, ministrou as bênçãos: “Que Deus abençoe todos os comunicadores, toda a imprensa da RBA, todo o povo paraense”.


Desde a primeira homenagem do grupo, há 15 anos, a empresária Marluci Silva, 41 anos, sai de casa cedo e arruma um lugar para ver bem de perto a berlinda passar. A empresária recorda dos tempos em que saía de casa grávida da filha mais nova, Thaissa Silva, 12, para admirar Nossa Senhora. “Ela veio na barriga e agora vem adolescente. São 15 anos aqui. Sempre tenho promessas alcançadas, principalmente na saúde da família”, ressalta. Para a filha caçula, o momento vivido uma vez ao ano é marcante. “Essa é a oportunidade que tenho de estar perto dela. Eu me sinto feliz assim.”


Há menos de 1 ano no departamento comercial da RBA, a funcionária Valéria Cezar da Silva, 26, se sente privilegiada em receber a visita de Maria na porta da empresa. “É muito gratificante. Nem todo mundo tem essa oportunidade de ficar tão próximo dela”, declarou. A deputada federal Elcione Barbalho se comoveu com a fé dos devotos. “Difícil encontrar palavras para descrever a emoção. Nada explica tanta fé que emana neste momento”, diz. O diretor-presidente do DIÁRIO, Jader Filho, diz que cada detalhe da homenagem foi pensado naqueles que acompanham o trabalho da RBA. “É um privilégio para nós receber e prestar honras a Nossa Senhora. O nosso desejo é que o Grupo RBA cresça sempre sob a proteção de Maria.”


As mobilizações do Grupo RBA à Rainha da Amazônia começaram tímidas, sem estrutura de palco, banda ou fogos, como conta o diretor da RBA, Francisco Melo. Ele diz que, ao longo do tempo, houve planejamento e organização e isso atraiu mais pessoas interessadas em ver de perto a Santa passar. “Esperamos estar aqui no próximo ano, e no outro. Faremos sempre o possível para esta festa acontecer”, ressaltou Francisco Melo.


Camilo Centeno, diretor geral do Grupo RBA, deixou uma mensagem de apoio aos funcionários, colaboradores e ao público da RBA que prestigiaram a procissão em frente à empresa, pela tevê ou pelo Diário Online, por meio da transmissão ao vivo. “A gente faz uma decoração especial há 15 anos e prestamos essas homenagens. Queremos paz. Que Nossa Senhora nos ajude e dê forças para viver”, disse.


(Renata Paes/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS