Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
HOMENAGEM DIFERENTE

Círio de Caraparu celebra Círio com adaptações, mas com a mesma fé

A vila faz parte do município de Santa Izabel do Pará, que fica a 45 km da capital paraense.

terça-feira, 08/12/2020, 09:49 - Atualizado em 08/12/2020, 10:53 - Autor: Suênia Cardoso


Círio é tradição pelas águas e este ano precisou ser diferente
Círio é tradição pelas águas e este ano precisou ser diferente | Divulgação

A Vila de Caraparu, em Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém, celebra este ano o 102º Círio em alusão à Nossa Senhora da Conceição, celebrada no dia 08 de dezembro. Com o tema “No domingo, alimentados da palavra e do pão, saímos para servir como Nossa Senhora”, a programação foi em um formato diferente em decorrência da pandemia da Covid-19.

Tradicionalmente, nos anos anteriores, a partir das 5h da manhã, os católicos da comunidade de Caraparu realizam as peregrinações da imagem no dia 05, e no dia 08 o Círio fluvial, conhecido como “Círio das águas”, já que a grande procissão é realizada no rio Caraparu. Depois a comunidade segue com a imagem da santa no Círio terrestre.

Divulgação
 

Contudo, segundo a coordenadora da festividade em Caraparu, Ana Cláudia Farias, este ano não será realizada a “procissão” nas águas e foi necessário reajustar as datas da festividade. “A programação religiosa começou no dia 18 de outubro. Antecipamos com a peregrinação das imagens de Nossa Senhora nas residências das famílias da vila. São cerca de três ou quatro grupos da igreja, divididos por bairros, e toda noite eles levam a imagem para oração e vigília nas residências. São cerca de 500 famílias contempladas”, explicou.

As visitas se encerram no sábado, dia 05. Após o término das peregrinações, um membro de cada família que recebeu a imagem na noite anterior, a levará até a Igreja de Nossa Senhora da Conceição para celebração da missa, no domingo (06), às 19h. Na ocasião será apresentado o manto da padroeira.

Ontem (07), foi realizado o Círio terrestre. Em outros anos, a procissão acontecia no dia 08, dia em que é celebrado a padroeira, mas houve a necessidade de ser antecipado por causa do cenário pandêmico. A imagem da santa foi conduzida em carro aberto e os devotos poderão acompanhar em carreata pelas principais ruas da vila. “Após a carreata foi realizada a Santa Missa e não teremos o Círio Fluvial para que não haja aglomeração na orla da cidade, já que era uma tradição reunir um grande público para aguardá-la”, esclareceu Ana Cláudia.

Todos os anos, no Círio de Caraparu, a expectativa de público era de cerca e dez mil pessoas. Com as adaptações em 2020, espera-se a realização de uma festividade com o mínimo de aglomeração. “Nossa festa é tradicional e conhecida nacionalmente, inclusive, recebemos devotos de outros Estados. Nosso objetivo é realizar o Círio com esta nova programação e esperar o povo católico das nossas comunidades. As pessoas têm compromissos com a santa e com suas promessas. Certamente, teremos o povo nas ruas, mas dentro das adaptações necessárias. Este foi um ano inédito, pois nunca tivemos um Círio tão diferente e com tantas mudanças”, comentou a coordenadora.

A festividade de Nossa Senhora da Conceição seguirá até o dia 12 de dezembro, com atrações religiosas e arraial para a comunidade, sempre no período da noite, e seguindo os protocolos higiênico-sanitários.

Círio é tradição pelas águas e este ano precisou ser diferente
Círio é tradição pelas águas e este ano precisou ser diferente | Divulgação
Círio é tradição pelas águas e este ano precisou ser diferente | Divulgação

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS