Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
ENCERRAMENTO

Círio 2020: foi diferente, mas lindo e cheio de fé

Diretoria da Festa de Nazaré faz balanço positivo do Círio 2020, apesar das inúmeras restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus. Devotos puderam acompanhar toda a programação pelas redes sociais

terça-feira, 27/10/2020, 07:44 - Atualizado em 27/10/2020, 07:44 - Autor: Alexandra Cavalcanti


Milhares de fiéis visitaram a Basílica ao longo do mês de outubro
Milhares de fiéis visitaram a Basílica ao longo do mês de outubro | Irene Almeida

O arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, e membros da Diretoria da Festa de Nazaré concederam entrevista coletiva na sede do Centro Social da Nazaré, na manhã de ontem, para apresentar um balanço do Círio 2020.

De acordo com Dom Alberto houve muitas reflexões antes de chegar a decisão de manter a “Festa dos Paraenses”, mas em um outro formato, por conta da pandemia. “Vimos que muitas celebrações religiosas foram canceladas pelo Brasil, mas decidimos fazer um discernimento muito sereno, inclusive com a consultoria de uma comissão médica para decidirmos como seria. E quando apresentamos essa decisão, em agosto, tivemos uma aceitação surpreendente”, avaliou.

Ele destacou ainda que tudo saiu conforme o planejado. “Gostaríamos de ter a Basílica cheia, mas isso não foi possível. Não tivemos nenhuma igreja que não tenha seguido todas as normas estabelecidas e isso foi importante, porque nos isenta de alguma responsabilidade”, enfatizou.

Mesmo sem as procissões, Dom Alberto ressaltou que a participação do povo foi intensa em todos os momentos do Círio. “Não apenas de pessoas daqui, mas também de fiéis de outras partes do Brasil e do mundo, que nos procuravam através de e-mail e por redes sociais para nos dar um feedback”, informou.

Sobre o fato de muitas pessoas terem optado por fazer caminhadas pelas ruas da cidade durante os dias em que ocorreriam a Trasladação e o Círio, ele foi enfático. “Não pedimos para que elas fizessem isso. Pelo contrário, pedimos para ficarem em casa. Mas mesmo assim vimos uma multidão nas ruas, segundoo Corpo de Bombeiros eram mais de 100 mil”, disse.

IMPREVISÍVEL

O arcebispo contou ainda que o fato de ter levado a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré para abençoar devotos, que se reuniam próximo à Catedral da Sé, durante a missa do Círio, celebrada de portas fechadas, não foi planejado. “Quando chegamos para a celebração, Dom Antônio disse a seguinte frase: O povo faz o Círio e aquilo ficou na minha cabeça. Quando cheguei à sacristia antes da missa, pedi para que conseguissem uma caminhonete e um carro som e, ao final, acabei levando a imagem para abençoar as pessoas que estavam ali. Hoje posso dizer que a minha vontade era seguir com ela até à Basílica, mas não faria essa irresponsabilidade. O mesmo ocorreu quando chegamos à Praça Santuário e vimos aquelas pessoas lá, não tive como nãofazer o mesmo”, revelou.

As missas foram celebradas para um público reduzido em cumprimento às regras de saúde
As missas foram celebradas para um público reduzido em cumprimento às regras de saúde Irene Almeida
 

Em seu balanço final, o arcebispo metropolitano de Belém garantiu que o Círio 2020 ocorreu da melhor forma que poderia ter ocorrido. “Não tivemos nenhum incidente, conseguimos fazer tudo aquilo que era necessário e mais alguma coisa, tudo por conta da criatividade da Diretoria, das paróquias e das áreas missionárias. Muita coisa apreendida durante esse Círio 2020 certamente ficará para os próximos, que ainda não sabemoscomo serão”, ressaltou.

Organização do evento destaca colaboração do público e lista aprendizados

O presidente da Diretoria do Círio de Nazaré, padre Luiz Carlos Corrêa, destacou que a colaboração da população em todos os momentos da Quadra Nazarena foi essencial. “Trabalhamos com limite de pessoas nas missas. Começamos com três pessoas por banco e depois tivemos de reduzir esse número para duas. Mas todas as vezes que precisávamos explicar isso para aqueles que não conseguiam entrar, contamos com a compreensão e a colaboração de todos. Nunca tivemos protestos ou problemas por conta disso.”

Dom Alberto Taveira destacou a organização do trabalho desafiador que foi desenvolvido durante toda a quadra nazarena
Dom Alberto Taveira destacou a organização do trabalho desafiador que foi desenvolvido durante toda a quadra nazarena Irene Almeida
 

Para ele, o Círio deste ano, antes de mais nada, serviu como um grande aprendizado. “Não apenas para nós a diretoria, mas para todos e queremos aproveitá-lo para os próximos Círios”, disse.

Diretor coordenador da Diretoria da Festa, Albano Martins não pôde comparecer à coletiva, por problemas de saúde, e foi substituído por Jorge Xerfan, também membro da Diretoria. Ele lembrou que vários desafios ocorreram no decorrer da organização da Festa, mas todos foram superados. “Não pudemos fazer, por exemplo, o nosso Círio Solidário como todos os anos, mas conseguimos arrecadar mais de 3.500 cestas básicas que foram doadas a famílias necessitadas”, contou.

Xerfan também destacou que durante o mês de novembro os membros da Diretoria da Festa irão se reunir para fazer avaliar a festividade deste ano. “Vamos fazer um balanço geral e ver aquilo que poderá ser mantido para o Círio 2021”, ressaltou.

 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS