Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
OPERAÇÃO CÍRIO

Pontos turísticos tem reforço policial e ações preventivas 

sexta-feira, 11/10/2019, 11:49 - Atualizado em 11/10/2019, 11:49 - Autor: Agência Pará


| Agência Pará

Mais de 80 mil turistas são esperados para o Círio deste ano. Muitos aproveitam a oportunidade para conhecer os atrativos turísticos da cidade, como a gastronomia, cultura e espaços de lazer. Para coibir a ação de criminosos em locais públicos, os principais pontos turísticos de Belém recebem reforço especial por meio da "Operação Círio", coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

Esse trabalho é feito pela Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur) da Polícia Militar, por meio de ações preventivas nos principais locais de permanência e visitação turística da capital paraense.

Entre os destinos mais procurados, de acordo com a pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), está a Estação das Docas, com 24% da opção dos turistas. "Contamos diariamente com o policiamento na Estação, além do posto fixo da Ciptur, e no mês de outubro ganhamos o reforço do aparato policial no complexo. Esta atuação do Governo do Estado é fundamental para garantir a tranquilidade dos paraenses e turistas para que possam desfrutar deste momento tão especial que é o Círio", comenta o diretor presidente da Organização Social Pará 2000, José Dantas Júnior.

Além da Estação, a segurança é intensificada na Basílica Santuário, Complexos do Ver-o-Peso e Feliz Lusitânia, Polo Joalheiro, Mangal das Garças, Portal da Amazônia, entre outros. Três postos de atendimento também auxiliam nesse processo, e estão localizados no Aeroporto Internacional de Val-de-Cães, Estação das Docas e Centro Arquitetônico de Nazaré (CAN).

A equipe também acompanha os turistas da Estação das Docas até o Complexo Feliz Lusitânia. "Nós orientamos preventivamente para que tenham cuidado, evitando assim um descuido que venha a se tornar uma ocorrência", afirmou o Cabo Flávio Costa.

"Essa é mais uma ação da Segup para proporcionar aos romeiros que vêm até Belém segurança para que possam exercitar a sua fé, conhecer o que a cidade tem a oferecer sem que sejam vítimas de ocorrências", afirmou o secretário adjunto de Operações da Segup, Rômulo Rodovalho.

Turismo

A pesquisa do Dieese informa ainda que os turistas do Círio têm origem principalmente dos Estados do Maranhão, com 14%; seguido por São Paulo, com 11%; Ceará, com 9%, e Rio de Janeiro, com 8%.

Leidmara Barreto veio do Rio Grande do Norte com um grupo de mais cinco pessoas. "Apesar das pessoas daqui nos alertarem sobre não andar com celular, bolsas e joias, na prática a gente não presenciou e nem fomos vítimas de nenhum tipo de crime", disse a turista, ao informar também que pretende voltar mais vezes ao Pará. "A gente só vai levar coisa boa daqui, as paisagens, os passeios e, principalmente, a cultura", relatou.

Divulgação
 


| Agência Pará
| Agência Pará

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS