Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
'CÍRIO CATEDRAIS'

DIÁRIO lança nova coleção de maquetes. Saiba como adquirir e montar!

quinta-feira, 03/10/2019, 07:56 - Atualizado em 03/10/2019, 09:52 - Autor: (Cintia Magno/ Diário do Pará)


Hoje (3), o DIÁRIO publica a primeira miniatura gratuita do projeto “Círio Catedrais”, que irá ofertar aos leitores maquetes de importantes templos localizados no caminho do Círio, começando pela bela e histórica Igreja de Santo Alexandre
Hoje (3), o DIÁRIO publica a primeira miniatura gratuita do projeto “Círio Catedrais”, que irá ofertar aos leitores maquetes de importantes templos localizados no caminho do Círio, começando pela bela e histórica Igreja de Santo Alexandre | Wagner Santana

À margem da Baía do Guajará, a imponente Igreja de Santo Alexandre se confunde com a própria história da fundação de Belém, na medida em que sua primeira construção data do ano de 1616. Tida como um dos poucos exemplares, senão o único, da época dos Jesuítas ainda existentes na capital paraense, a igreja chega de uma maneira diferente às mãos dos leitores do Diário, nesta quinta-feira (03), em formato de maquete. Um brinde especial para o Círio de Nazaré.

O encarte das lâminas de papel que permitem a montagem da Igreja em formato de miniatura integra mais um projeto do DIÁRIO: a série “Círio Catedrais”, que pretende homenagear três importantes igrejas localizadas no percurso do Círio de Nazaré: a Igreja da Sé, a Basílica Santuário de Nazaré e a Igreja de Santo Alexandre.

Diretor do Sistema Integrado de Museus da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Armando Sobral explica que o complexo que compõe a Igreja de Santo Alexandre é composto não apenas pela cúpula da igreja, mas também pelo chamado Palácio Episcopal. “Essa área do palácio, anexo à igreja, era o Colégio Jesuíta, que depois passou a abrigar o Palácio Episcopal, onde o Papa João Paulo II chegou a ficar quando esteve em Belém”, explica. “Logo ao lado fica a igreja que é um símbolo do estilo barroco joanino”.

VARIEDADE

Antes que chegasse à estrutura vista hoje, a Igreja de Santo Alexandre foi erguida como uma pequena capela de taipa e com um único altar. A construção atual foi concluída apenas em meados de 1719 e sua decoração em 1731. “A Igreja de Santo Alexandre conta um pouco do início do processo de colonizador da Amazônia e da história dos Jesuítas”, aponta Armando Sobral. “Por isso a sua ornamentação tem essa identificação muito clara com o pensamento místico Jesuíta, talhada em madeira, com oito altares colaterais e um central”.

Toda a beleza dos entalhes em madeira que preenchem o interior do local, assim como diversas peças do período barroco, pode ser constatada, até hoje, pela população de Belém e pelos turistas que visitam a capital. Na área do Palácio Episcopal está instalado o Museu de Arte Sacra de Belém, com uma grande variedade de estátuas, pinturas e pratarias barrocas. Já a igreja se mantém como espaço de culto e também de manifestações culturais como recitais, consertos e palestras.

A área externa da igreja também impõe sua beleza, com sua fachada tomada por inúmeras janelas e duas torres simétricas. Toda essa construção, incluindo o jardim interno do complexo, poderá ser erguida pelos leitores do DIÁRIO em mais uma miniatura que homenageia importantes prédios históricos da cidade de Belém. A série “Círio Catedrais” tem patrocínio da Alepa, Fibra, Hapvida e Norte Energia.

Divulgação
 

Divulgação
 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS