Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$
HOSPEDAGEM

Alta de preços não deve afastar turistas para o Círio de Nazaré

quarta-feira, 11/09/2019, 08:52 - Atualizado em 18/09/2019, 13:55 - Autor: Tiago Furtado


Esse ano, romeiros e turistas pagarão mais caro, em relação a 2018, para participarem do Círio de Nazaré
Esse ano, romeiros e turistas pagarão mais caro, em relação a 2018, para participarem do Círio de Nazaré | Fernando Araújo

Faltando cerca de um mês para o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, os responsáveis pelos locais de hospedagem da capital vivem a expectativa de mais um ano com grande taxa de ocupação, nos dias que antecedem a grande romaria no segundo domingo de outubro. Os empreendimentos localizados em Belém e Ananindeua, mesmo com a popularização de aplicativos de hospedagem, onde as pessoas disponibilizam quartos e apartamentos para receber os turistas, são numerosos.

De acordo com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHRBS-PA), a expectativa é de que os meios de ocupações alcancem a lotação máxima apenas no final de semana do Círio. Apesar disso, cerca de 70% das ocupações já estão confirmadas. “Antigamente os visitantes passavam até dez dias em nossa capital, mas devido à situação econômica do país, muitos tem optado por vir a Belém em uma média de três a quatro dias antes do Círio”, informa o assessor jurídico do SHRBS-PA, Fernando Soares.

Além da grande taxa de ocupação, segundo Fernando Soares outro setor que pode ter um grande incremento é o de alimentação.

Por ser um espaço com grande apelo na culinária, o assessor jurídico do SHRBS-PA afirma que o número de pessoas procurando se alimentar em bares e restaurantes deve ser grande.

“Esperamos um grande incremento na alimentação fora do lar, incluindo os restaurantes informais. Isso vai gerar mais renda para as pessoas do setor”, conclui. Mesmo com o aumento no número de visitantes na capital, estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconomicos (Dieese/PA) aponta que o Círio 2019 deve ser bem mais caro que a edição do ano passado, com os custos de transportes e hospedagens sendo os principais responsáveis pelo aumento nas despesas dos romeiros e turistas.

Transportes 

Os transportes estarão mais caros e com percentuais acima da inflação para os últimos 12 meses. Seja por via aérea, rodoviária ou marítima, todos estão com preços mais caros em comparação ao Círio do ano passado. O transporte aéreo, por exemplo, pode chegar a uma diferença de valor com até 100% entre as diversas companhias aéreas que tem Belém como destino.

Reajustes - Passagens Aéreas

Em relação ao Círio do ano passado os reajustes das passagens aéreas foram bem superiores à inflação, estimada em torno de 3,50% para os últimos 12 meses.

Passagens de ônibus subiram 12,16% em um ano

Já as passagens dos ônibus intermunicipais tiveram um aumento de 12,16%, em comparação com o período do Círio do ano passado. No caso específico da Linha Urbana para Mosqueiro, as passagens sofreram um reajuste de 9,43%, saindo de R$ 5,30 para R$ 5,80. Assim como os ônibus urbanos da capital que saíram de R$ 3,30 para R$ 3,60.

Um reajuste de 9,09%. O único meio de transporte que não sofreu reajuste nos últimos 12 meses foram os táxis, com a bandeirada custando  hoje R$ 5,61 em Belém.

Quando se refere a hospedagem, estudos do Dieese/PA apontam que as diárias em hotéis variam muito de acordo com cada estabelecimento. Os reajustes não foram uniformes, mas podem ser de 5% a 10%. Em alguns hotéis estes pacotes de 03 diárias ultrapassam R$ 4 mil.

 


Esse ano, romeiros e turistas pagarão mais caro, em relação a 2018, para participarem do Círio de Nazaré
Esse ano, romeiros e turistas pagarão mais caro, em relação a 2018, para participarem do Círio de Nazaré | Fernando Araújo
Esse ano, romeiros e turistas pagarão mais caro, em relação a 2018, para participarem do Círio de Nazaré | Fernando Araújo

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS


Patrocinadores