Notícias / Brasil

INTERIOR DE SP

Mulher posta foto ensanguentada após ser agredida pelo ex-marido. Veja!

Segunda-Feira, 26/03/2018, 21:16:54 - Atualizado em 26/03/2018, 21:35:09 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Mulher posta foto ensanguentada após ser agredida pelo ex-marido. Veja! (Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)

Após ser agredida pelo ex-marido com socos e martelos, Edilene Santos, de 21 anos, recorreu às redes sociais para denunciar e também fazer um apelo. O caso bárbaro aconteceu na madrugada da última sexta-feira (23) na cidade de Piedade, interior de São Paulo.

Segundo a vítima, ela relata que o agressor invadiu a casa dela e da filha de dois anos quando as duas estavam dormindo:

"Ele me arrastou da cama e disse 'eu vou te matar'. Tentou me estrangular e eu desmaiei. Quando acordei, me bateu e me sufocou de novo. Comecei a gritar. Minha filha acordou começou a chorar. Ele mandava eu ficar quieta, gritei ainda mais até que ele deu uma martelada na minha cabeça, me empurrou e fugiu”.

Quem a buscou na casa e levou para o hospital foi o tio dela, momentos após ter ligado para irmã e pedido socorro. A microempresária recebeu os cuidados necessários, mas não se calou. Ela publicou uma foto que tirou depois da agressão, quando ainda estava ensanguentada, e contou tudo o que aconteceu, pedindo ajuda para localizar o agressor.

A publicação já acumula 59 mil interações e 38 mil compartilhamentos. No entanto, entre os 12 mil comentários Edilene recebeu uma chuva de críticas pelo teor da foto, que para alguns tinha caráter duvidoso, além de pessoas que pediam para que ela divulgasse corretamente o nome e a foto do acusado para ajudar nas denúncias.

ATUALIZAÇÕES

Na noite de hoje (26) a publicação sofreu três edições: a primeira Edilene afirma que foi aconselhada pela advogada a não divulgar a foto nem nome, mas ressalta que qualquer interessado pode procurá-la por mensagem privada para mais informações.

A segunda edição redireciona para uma publicação que não existe mais, mas a vítima antecipa que se trata de pessoas que ainda duvidam da história da agressão.

Já a terceira edição da postagem resume os agradecimentos e o apoio que tem recebido, além das mensagens de carinho nos comentários. Edilene afirma ainda que, como o agressor fugiu, ele já não poderá ser preso em flagrante, pois o tempo já passou. Mas ela garante que “o processo tá rolando” e que “a justiça divina não falha!”

(Com informações do Notícias BOL)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL