Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
POLÊMICA

 Chefe da PRF agrediu frentista e rendeu multa para a União

Silvinei Vasques deu socos no abdômen e costas do funcionário após ele se recusar a lavar um carro da corporação

sábado, 01/05/2021, 13:52 - Atualizado em 01/05/2021, 18:44 - Autor: ( com informação da UOL )


O novo chefe da PRF, Silvinei Vasques
O novo chefe da PRF, Silvinei Vasques | Foto: Reprodução

Nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para o comando da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques tem gerado polêmica após um caso vir a tona na última semana.

PC apreende droga que faz pessoas agirem como macaco

O novo chefe da PRF deve mais de R$ 50 mil à União. O valor equivale a uma indenização que o governo federal precisou pagar a um frentista agredido por Silvinei em 2000.

O caso ocorreu na cidade de Cristalina, em Goiás. Silvinei e outros policiais rodoviários pararam com cinco carros em um posto de gasolina. O acusado teria então solicitado que o frentista limpasse uma das viaturas, serviço que foi negado pelo funcionário.

“Conforme consta no referido processo judicial, como no posto de gasolina não tinha como norma fazer a lavagem de veículos policiais, [o frentista] negou-se a proceder conforme lhe foi solicitado e neste momento sofreu agressão física cometida pelo réu Silvinei Vasques, mediante socos em seu abdômen e suas costas, sendo que os demais policiais presentes não fizeram nada para cessar as agressões”, diz o texto da sentença.

“Com tal atitude praticada pelo réu, [a vítima] se sentiu humilhada, levando o mesmo a registrar boletim de ocorrência por conta da agressão sofrida, bem como necessitou se ausentar do trabalho e adquirir medicamentos para tratar as lesões corporais sofridas”, continua o texto.

Silvinei Vasques foi condenado pela Justiça Federal de Santa Catarina em 2017, mas vem recorrendo desde então.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS