Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
PARALISAÇÃO

Servidores da Caixa cruzam os braços contra privatização

Funcionários devem paralisar serviços por 24 horas em protesto a abertura de capital da Caixa Seguridade

terça-feira, 27/04/2021, 08:36 - Atualizado em 27/04/2021, 13:03 - Autor: Com Informações IG


De acordo com o sindicato, a paralisação deve durar 24 horas.
De acordo com o sindicato, a paralisação deve durar 24 horas. | Divulgação/Agência Brasil

Atenção usuários da Caixa Econômica Federal, se você tem algo pendente que precisa ser resolvido diretamente no banco, fique atento. O atendimento presencial nesta terça-feira (27) não será possível.

O motivo é que os servidores da Caixa Econômica Federal anunciaram que irão paralisar as atividades hoje em protesto contra a abertura de capital da Caixa Seguridade. De acordo com o sindicato, a paralisação deve durar 24 horas.

Os funcionários querem evitar o início da venda de ações da estatal na Bolsa de Valores prevista para começar na quinta-feira (29). Para o sindicato e funcionários, a abertura das operações nas B3 é um indício de tentar privatizar o banco.

A tentativa do governo federal é repassar ações da Caixa Seguridade e abrir um novo CNPJ com a iniciativa privada para realizar os pagamentos de programas sociais, como o Bolsa Família e Casa Verde e Amarela (sucessor do Minha Casa Minha Vida).

Os servidores ainda questionam os pagamentos integrais da Participação de Lucros e Resultados (PLR) e pedem também proteção contra à Covid-19 em agências, além da chamada de aprovados em concurso realizado em 2014.

De acordo com reportagem do IG, a Caixa foi questionada sobre os pedidos dos trabalhadores e o que será feito durante a paralisação dos funcionários, mas até o momento não obteve retorno.

CAIXA RESPONDE

Em nota, a CAIXA respondeu que está realizando a maior operação de pagamento de benefícios sociais da história, com liberação do Auxílio Emergencial e Bolsa Família, além da prestação de diversos serviços essenciais.

Cabe destacar que milhões de brasileiros em situação de vulnerabilidade serão atendidos na rede de varejo da CAIXA ao longo desta semana.

Por fim, a CAIXA reforça que participa de mesa permanente de negociação com as representações sindicais.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS