Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
TRAGÉDIA

Cerca de 2 mil pessoas ainda estão desabrigadas pela cheia no Acre

Além das enchentes, estado enfrenta aumento no número de casos de covid-19 e surto de dengue

sábado, 27/02/2021, 12:16 - Atualizado em 27/02/2021, 13:02 - Autor: Com informações ac24horas.com


Imagem ilustrativa da notícia Cerca de 2 mil pessoas ainda estão desabrigadas pela cheia no Acre
| Reprodução/Whatssap

Mesmo com registro de vazante na maioria dos rios e igarapés no Acre, o Estado ainda está com 1.089 pessoas desabrigadas pela cheia dos rios em 10 cidades. Até esta sexta-feira (26), o município que contabiliza mais desabrigados pela enchente é Sena Madureira, com 299 moradores realocados para abrigos temporários após cheia do Rio Iaco.

A capital, Rio Branco, está com 75 pessoas desabrigadas pela cheia do Rio Acre. O município que possui menor número de desabrigados atualmente é Jordão, com apenas 11. Das principais cidades atingidas pelas enchentes, o Rio Iaco (Sena), Rio Envira (Feijó) e Rio Juruá (Cruzeiro do Sul) são o que estão acima da cota de transbordamento.

De acordo com as autoridades, o Rio Acre, está abaixo da cota de transbordamento, marcando 14,76 metros nesta manhã de sábado (27). O Rio Juruá, está abaixo dos 7,50 metros, longe da cota de transbordo. Em Santa Rosa, o rio também está abaixo, com 6,75 metros, bem como o Rio Tarauacá, que está cerca de 1 metro abaixo do nível de transbordamento, com 8,30 metros.

Além das enchentes, estado enfrenta aumento no número de casos de covid-19 e surto de dengue.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS