Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
AGRESSÃO

Criança de 11 anos esfaqueia irmã gêmea no peito; mãe sumiu do local

Policiais encontraram crianças e dois adolescentes na residência sem a presença da mãe

domingo, 21/02/2021, 15:13 - Atualizado em 21/02/2021, 15:13 - Autor: Com informações do portal O Livre


A motivação para o caso é desconhecida
A motivação para o caso é desconhecida | Reprodução

Uma garota de apenas 11 anos esfaqueou a irmã gêmea no peito, na madrugada deste domingo (21), no Bairro Jardim Glória I, na cidade de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. As informações são do portal O Livre. 

A Polícia Militar foi acionada para dar apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, quando chegou ao local, encontrou vizinhos auxiliando as crianças, que estavam sem a presença dos pais.

Os militares encontraram na residência: uma adolescente, irmã da vítima e da criança suspeita; um menino de 13 anos, que estava presente no momento da facada; a vítima com uma faca cravada no peito; e um homem, que disse ser pai das gêmeas e avô do menino de 13 anos, e que mora perto da casa onde o fato aconteceu.

Os adultos que estavam no local disseram que as crianças estavam sozinhas na casa no momento do ocorrido e que já haviam tentado falar com a mãe das meninas, de 35 anos, mas ainda não haviam conseguido.

O menino de 13 anos disse que a criança que deu a facada brigou com a irmã e com ele. Segundo o garoto, ela também tentou esfaqueá-lo, mas ele se desviou e ela acabou acertando a própria irmã.

Depois, a garota que deu a facada saiu batendo na porta de alguns vizinhos e fugiu. Os policiais tentaram localizá-la, mas não tiveram sucesso.

O Samu prestou os primeiros-socorros à criança atingida e depois a levou para o Pronto-Socorro de Várzea Grande.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes de Várzea Grande como lesão corporal e abandono de incapaz, em razão de os pais terem deixado as crianças sozinhas.

Não há informações sobre o estado de saúde da criança esfaqueada.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS