Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
ASSASSINATO

Conselho de Ética deve começar a analisar caso de Flordelis 

A deputada é ré em um processo que apura o assassinato do seu marido, o pastor Anderson do Carmo

domingo, 21/02/2021, 11:11 - Atualizado em 21/02/2021, 11:11 - Autor: Com informações Metrópoles


Até o momento, a deputada é protegida pela imunidade parlamentar, ela não foi presa e hoje é monitorada por tornozeleira eletrônica.
Até o momento, a deputada é protegida pela imunidade parlamentar, ela não foi presa e hoje é monitorada por tornozeleira eletrônica. | Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O caso da deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, será pautado para a próxima terça-feira (23). O início da análise foi decidido pelo presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, Juscelino Filho (DEM-MA).

De acordo com o portal da Câmara, o colegiado deve se reunir a partir das 14h30, de forma virtual. Os trabalhos do Conselho de Ética ficaram suspensos em 2020, em razão da pandemia de Covid-19. A reativação do conselho foi determinada após a prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

A representação contra Flordelis foi elaborada pela Mesa Diretora da Câmara e apresentada formalmente na última sexta-feira (19). O próximo passo deve ser a escolha de um deputado para relator o caso. Depois de votação no conselho, se instaurado o processo, o Plenário da Câmara decide se a deputada vai perder ou não o mandato.

Flordelis é acusada de ser mandante da morte do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, que foi morto a tiros em junho de 2019. Até o momento, a deputada é protegida pela imunidade parlamentar, ela não foi presa e hoje é monitorada por tornozeleira eletrônica. Flordelis alega inocência.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS