Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
FAKE NEWS

Padre diz que vacina contra Covid-19 é feita com fetos abortados 

"A salvação para a nossa vida não está na vacina", declarou o religioso durante o sermão

quinta-feira, 04/02/2021, 09:25 - Atualizado em 04/02/2021, 09:25 - Autor: Com informações UOL


A fala do padre pegou mal e teve grande repercussão na internet
A fala do padre pegou mal e teve grande repercussão na internet | Reprodução/Twitter

O padre Claudemir Serafim, da cidade de Pedras Grandes em Santa Catarina chocou muitos fiéis durante um sermão na missa em que ele dava, o religioso orientou os fiéis a não tomarem a vacina contra a Covid-19 porque ela era feita com “fetos abortados”. O sermão em que ele faz a afirmação têm repercutido nas redes sociais.

"Mais uma vez é importante nós recordarmos que o vírus não é católico, porque odeia nosso Senhor e tem fechado as igrejas, e a salvação para a nossa vida não está na vacina. Há vários problemas morais em relação a própria vacina, que está comprovado que é feita com fetos abortados. Dos milhões de abortos, muito mais elevados do que as mortes por coronavírus no mundo. Destes pobres seres humanos jogados nas lixeiras dos hospitais, fizeram vacinas", disse.

A fala do padre veio em menos de dois meses após um pastor evangélico, apoiador do presidente Bolsonaro, ter dito que a vacina chinesa provocar câncer e ter hiv na composição

Avião da China chega ao Brasil com insumos para 8,6 milhões de vacinas

Na realidade, alguns imunizantes são desenvolvidos a partir de “culturas celulares” para a cultivação do vírus, que não se mantém sozinho. Posteriormente esse vírus é inativado ou atenuado, o que faz com que o sistema imunológico reconheça a ameaça e forneça uma boa resposta imune. Dois dos materiais utilizados para a produção de vacinas foram um pedaço do tecido renal de um feto abortado em 1972 e a retina de outro abortado em 1985, onde o vírus foi cultivado. A explicação técnica pode ser encontrada no site da Campanha "Todos pelas Vacinas".

Nenhuma célula proveniente de fetos é utilizada nas vacinas que circulam e o processo já foi replicado na criação de outros imunizantes.

Pará já tem quase 60 mil vacinados contra a Covid-19

A Diocese onde o padre atua lançou uma nota em que diz que Claudemir Serafim “foi repreendido e exortado a corrigir suas declarações e atitudes”. O comunicado também reforça que a recomendação da Diocese é que se acolha a vacina com a maior boa vontade e que se motivem as pessoas para isso. “O que o padre disse é de sua responsabilidade pessoal. Ninguém está autorizado a passar ao povo, em nome da Igreja, orientações diferentes”, informa.

Depois de alguns manifestantes contra o aborto criticarem o uso de imunizantes, o Vaticano chegou a comunicar que considera o uso das vacinas contra a Covid-19 como “moralmente aceitável”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS