Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

ACUSADO INJUSTAMENTE

Pastor é confundido com outro pastor que aparece agredindo mulher em vídeo 

Por coincidência, o agressor também é pastor e também se chama Nilton

quarta-feira, 03/02/2021, 19:29 - Atualizado em 03/02/2021, 19:42 - Autor: Com informações do BHAZ


| Reprodução Youtube

Um pastor, também chamado de Nilton, veio a público nesta quarta-feira (3), para denunciar que está sendo confundido com um agressor de mulher.

O homem, que também é pastor e também se chama Nilton, mora em Ribeirão das Neves (MG) e passou a ser confundido após um vídeo que flagra agressões de um homem contra uma mulher viralizar e causar revolta pelas redes sociais desde terça-feira (2).

Vídeo: suposto pastor evangélico agride esposa com tapas no rosto

O choque causado pela filmagem gerou reações revoltadas e acabou respigando em um pastor de Ribeirão das Neves, que nada tem a ver com a história. O casal que aparece nas cenas de agressão, inclusive, gravou um vídeo esclarecendo que está "regenerado" e que o vídeo trata-se de um episódio de 2019.

O vídeo tem pouco mais de 30 segundos e mostra o homem dando tapas no rosto da companheira. “Dobra sua língua. Se não vou arrebentar você e você vai ficar banguela. Você me respeita”, berra o autor para uma vítima sem reação alguma. A publicação responsável pelo impulsionamento das imagens foi realizada com um questionamento: “É, pastor Nilton… O que será que os seus fiéis vão pensar do senhor agora? Ficou feio, hein?”, escreveu o responsável.

Logo após a publicação começaram a aparecer informações desencontradas, apontando o pastor de Minas Gerais como o agressor. Em questão de minutos, imagens de Nilton Carlos Ferreira, da Igreja Batista Central, foram compartilhadas o associando – erroneamente – com as agressões. Por coincidência, o agressor também é pastor e também se chama Nilton, no entanto, não mora em Minas Gerais.

“É ruim isso tudo que aconteceu, pois envolve o nome da igreja e da minha família. Eu tenho 48 anos e a pessoa que agride é bem mais nova. A minha esposa também é bem diferente. Eu não fiz mal a ninguém”, desabafa. O caso já foi registrado pela Polícia Civil mineira, que promete investigar a origem das notícias falsas. “Outras informações serão repassadas em momento oportuno”, diz, por nota.

Preocupados com a enorme repercussão, especialmente na própria cidade de Ribeirão das Neves, o pastor e a esposa decidiram procurar a Rede de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres da cidade. Em nota, a coordenadora da entidade, Ana Paula Azevedo, afirmou que a associação feita ao casal era “erroneamente”.

Nilton, o agressor, aparece

Pouco depois do vídeo viralizar, já nas primeiras horas desta quarta-feira, o verdadeiro agressor apareceu – e, de fato, é conhecido como pastor Nilton. Ao seu lado, aparece a esposa agredida nas imagens. “Eu e o Nilton viemos aqui para esclarecer um fato que aconteceu. Foi postado um vídeo onde o Nilton aparece me agredindo. O fato aconteceu sim, mas o vídeo não é de agora. Foi gravado no ano de 2019”, diz a mulher chamada Graziela.

Assista o vídeo do verdadeiro agressor se justificando ao lado da agredida::


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS