Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

ÚLTIMO DIA À FRENTE DA CÂMARA

Rodrigo Maia diz que não irá 'deferir impeachment' contra Bolsonaro

Perda de apoio dentro do DEM gerou especulações e temor de que Rodrigo Maia daria início a impeachment de Jair Bolsonaro

segunda-feira, 01/02/2021, 15:50 - Atualizado em 01/02/2021, 18:20 - Autor: Com informações do portal A Tarde


| Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmou, nesta segunda-feira (1º), que não aceitará nem um dos 60 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Hoje, é o último dia de Maia à frente da presidência da Câmara. As informações são da jornalista Andréia Sadi.

"Seja feliz, tudo acaba um dia", diz Bolsonaro em recado a Rodrigo Maia

"Não vou deferir impeachment", afirmou Maia à Andréia, colocando fim às especulações levantadas ao longo desta segunda-feira sobre a possibilidade de o atual presidente da Câmara aceitar ao menos um dos pedidos de impeachment. 

A hipótese de Maia dar abertura a um pedido de impeachment de Bolsonaro começou a ser discutida após boa parte do DEM decidir apoiar a candidatura de Arthur Lira (PP), candidato do Palácio do Planalto, na disputa pela presidência da Câmara.

De acordo com participantes da reunião com Maia, o presidente do DEM, ACM Neto, informou que 16 deputados da sigla haviam decidido votar em Lira, deixando Baleia Rossi (MDB), candidato do atual presidente da Casa, com somente 15 votos na legenda. A decisão gerou descontentamento em Rodrigo Maia e ameaças sobre o processo de impeachment contra Bolsonaro. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS