Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

FEMINICÍDIO

Homem que matou e enterrou corpo da esposa mandou mensagens falsas para mãe da vítima

Adriano Meinster deve ser indiciado por feminicídio, fraude processual e ocultação de cadáver.

segunda-feira, 04/01/2021, 10:52 - Atualizado em 04/01/2021, 10:52 - Autor: com informação do Ric Mais)


A mulher foi morta asfixiada com a presença do filho de dois anos do casal.
A mulher foi morta asfixiada com a presença do filho de dois anos do casal. | REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

O homem que matou e enterrou a esposa nos fundos de casa foi interrogado em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, no começo da tarde deste último domingo (3). Para a polícia, Adriano Meinster confirmou o desentendimento com Ana Paula Proença Almeida, que teria o levado a cometer o crime de feminicídio.

De acordo com as autoridades, o acusado vai responder também por fraude processual, uma vez que enviou mensagens com o celular de Ana Paula para a mãe dela, Cleonice Proença. “Após o crime, ele apagou imagens e mandou mensagens do celular dela, o que caracteriza a fraude”, explicou o delegado Ademair Braga.

Adriano ainda falou sobre uma viagem para Itapoá que teria feito com a amante dias antes do crime. Ele afirma que teria saído de casa para “esfriar a cabeça”. Porém, a viagem teria motivado os questionamentos de Ana Paula que levaram à discussão entre o casal. O delegado ainda falou que a esposa foi morta asfixiada com a presença do filho de dois anos do casal que estava na mesma casa onde ocorreu o crime.

Adriano deve ser indiciado por feminicídio, fraude processual e ocultação de cadáver.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS