Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
33°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

ABSURDO

Jovem é preso após agredir avó, de 76 anos, no elevador, veja o vídeo!

Agressões foram gravadas pelas câmeras de segurança do prédio onde a idosa morava com o neto

domingo, 22/11/2020, 14:00 - Atualizado em 22/11/2020, 13:59 - Autor: Com informações SBT Notícias


O suspeito, que não trabalha, é sustentado pela avó, que possui pensão.
O suspeito, que não trabalha, é sustentado pela avó, que possui pensão. | Reprodução

Câmeras de segurança do elevador de um prédio no Leblon, na Zona Sul do Rio, registraram uma idosa sendo agredida física e psicologicamente pelo neto. De acordo com a Polícia Militar, a vítima, identificada como Maria Stela Vasconcelos da Silva, 76 anos, que é avó de criação de  Matheus Luz,  já foi espancada inúmeras vezes pelo neto.

Testemunhas contam aos militares que, por medo, a senhora ficava sentada, todos os dias, na portaria, já que tinha receio de subir e apanhar. Ela, inclusive, aparecia sempre com marcas de feridas no corpo. Quando era questionada sobre os machucados, a idosa dizia que havia caído sozinha. 

Segundo as autoridades, vizinhos também contaram que sempre escutavam muitos gritos do Matheus dentro do apartamento, visto que é uma pessoa bastante agressiva e, ao que parece, usuário de drogas. O mesmo tem o costume de quebrar coisas do condomínio, causando frequentemente danos ao patrimônio. O suspeito, que não trabalha, é sustentado pela avó, que possui pensão.

VEJA O VÍDEO!

A polícia informou ainda que o agressor possui histórico de delitos semelhantes e já praticou outros crimes previstos no Estatuto do Idoso contra sua avó, em 2017, e uma lesão corporal contra a mãe, em 2019. 

VEJA TAMBÉM!


O criminoso foi preso no sábado (21), por agentes da 14ºDP (Leblon). A Justiça do RJ aceitou o pedido de prisão preventiva de Matheus por lesão corporal com violência doméstica, discriminação e humilhação a pessoa idosa e agora ele ficará a disposição da justiça.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS