Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

RACISMO

Monja Coen se revolta contra assassinato no Carrefour e pede povo nas ruas: "Vamos ficar quietos?"

Em vídeo publicado no Instagram, a religiosa defendeu a realização de manifestações antirracistas e à violência cometida contra a população negra do Brasil.

sexta-feira, 20/11/2020, 22:37 - Atualizado em 20/11/2020, 23:23 - Autor: DOL


| Reprodução

A Monja Coen deu sua opinião nesta sexta-feira (20) sobre o assassinato brutal de João Alberto Silveira Freitas, homem preto torturado e morto por seguranças do Carrefour, em Porto Alegre. 

Imagens fortes! Homem negro é assassinado por seguranças brancos em supermercado

Manifestantes ateiam fogo em unidade do Carrefour após morte de homem. Veja!

Em vídeo publicado no Instagram, a religiosa defendeu a realização de manifestações antirracistas e à violência cometida contra a população negra do Brasil. 

"Cadê as nossas manifestações? Cadê o povo na rua, Brasil? Nós vamos ficar quietos? Vamos engolir de novo este absurdo? Vamos permitir que o nosso povo negro, no Dia da Consciência Negra, seja morto por dois homens brancos, violentos? É um horror", disse a Monja Coen em um trecho do vídeo. 

Atos contra o assassinato de João Aberto Freitas ocorreram em várias cidades do País, como Porto Alegre, Brasília e São Paulo. Na capital paulista, manifestantes atearam fogo em uma unidade do Carrefour no bairro dos Jardins. 

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS