Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

ELEIÇÕES 2020

Homem que matou ex-mulher é assassinado a caminho da votação

José havia sido preso por matar sua ex-companheira no último sábado, foi liberado, já que, segundo a lei eleitoral, ninguém pode ser preso cinco dias antes e até 48 horas depois do encerramento da eleição.

domingo, 15/11/2020, 22:47 - Atualizado em 15/11/2020, 22:47 - Autor: Fonte: Band


| Reprodução

Um homem que matou a ex-mulher e ganhou liberdade devido a lei eleitoral não permitir que ninguém seja preso cinco dias antes das eleições foi morto a tiros enquanto se dirigia para votar, este domingo (15), em Santo André, no interior de São Paulo.

José Carlos Beato, de 48 anos, matou a ex-mulher, Aline Cesária, de 42 anos. Ele estava a caminho de seu local de votação quando um homem o interceptou e disparou cinco tiros contra José. A informação foi confirmada à TV Bandeirantes pela advogada da família da ex-esposa. 

Ainda não se sabe as circunstâncias do assassinato. A princípio, cinco tiros teriam sido disparados contra o homem, que morreu no local.  

José havia sido preso por matar sua ex-companheira no último sábado, 7, na Zona Leste da capital paulista. Ele foi detido pela PM na quarta-feira, 11, e encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). No entanto, foi liberado, já que, segundo a lei eleitoral, ninguém pode ser preso cinco dias antes e até 48 horas depois do encerramento da eleição, salvo em casos de flagrante.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS