Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

VIOLÊNCIA

Jovem com réplica de arma acaba morto por policial em bar

O rapaz estava com amigos em um bar no momento da abordagem

sexta-feira, 13/11/2020, 16:15 - Atualizado em 13/11/2020, 16:17 - Autor: Com informações O Povo Online


Mãe de Thiago, relatou a imprensa que o PM não revistou o filho e o matou pelas costas
Mãe de Thiago, relatou a imprensa que o PM não revistou o filho e o matou pelas costas | Reprodução/Arquivo pessoal

Um jovem identificado como, Thiago Azevedo, de 20 anos, estava com uma arma de brinquedo acabou sendo morto nessa quinta-feira (12), por um policial militar de folga na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a imprensa, Thiago estava com amigos em um bar do Jardim Maravilha, em Guaratiba. Quando o policial suspeitou do volume sob a camisa do rapaz e o abordou.

Para as autoridades o soldado Charli do Nascimento disse que se identificou como PM para Thiago. Segundo o militar, Thiago respondeu rispidamente “Qual é?” e levou a mão à cintura, como se fosse reagir e atirar. Charli então reagiu e atirou duas vezes e Thiago morreu na hora.

VEJA TAMBÉM!


Já a mãe de Thiago, Glória, relatou a imprensa que o PM não revistou o filho e o matou pelas costas. “Esse cara, que disse que era da polícia, estava bebendo e comendo no bar”, disse.

“Foi meu filho virar as costas, ele o seguiu e deu quatro tiros. Só por causa de uma arma que meu filho estava brincando”, disse. Glória disse que tinha alertado o filho sobre a réplica. “Eu disse: ‘Thiago, isso deve ser perigoso, não vai sair com isso’. Ele disse que ia brincar e que a jogaria fora”, disse.

A mãe explicou ainda que Thiago “tinha problema, era hiperativo”, mas que “nunca fez mal a ninguém”. “Esse PM não sabe revistar? Meu filho não vai voltar”, lamentou.

Uma equipe da Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada e esteve no bar. O simulacro da arma que estava com a vítima e a arma do militar foram recolhidos para perícia.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS