Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

DESRESPEITO

Câmara só adverte vereador que 'cheirou calcinha' durante sessão 

terça-feira, 08/09/2020, 11:57 - Atualizado em 08/09/2020, 11:57 - Autor: Com informações do UOL


Vereador se manifestou após ser flagrado cheirando calcinha durante sessão remota.
Vereador se manifestou após ser flagrado cheirando calcinha durante sessão remota. | Reprodução

O vereador Benedito Franco Bueno, conhecido como "Ditinho do Asilo", que foi flagrado cheirando uma calcinha vermelha durante uma sessão ordinária remota com outros parlamentares, foi advertido pela Câmara de Vereadores de Bragança Paulista (a 90 km de São Paulo).

Apesar de um pedido de cassação, mobilizado pelo coletivo de mulheres percussionistas, que criou o abaixo-assinado e mobilizou a coleta de assinaturas, a Câmara resolveu aplicar uma advertência simples ao vereador.

O parlamentar, que é filiado ao PSC (Partido Social Cristão), ergueu a calcinha e cheirou durante uma sessão virtual, no momento em que os vereadores Fabiana Alessandri (PSD) e Quique Brown (PV) debatiam a necessidade do corte de eucaliptos na cidade. A cena viralizou nas redes sociais. 

A advertência simples, aplicada pela Câmara de Vereadores, frustrou o abaixo-assinado com mais de mil assinaturas, coletadas até a última sexta-feira (4), que pedia a cassação do mandato do vereador.

Mais assinaturas por cassação do que por votos

Intitulado Batuque Raízes da Nega, o coletivo de mulheres percussionistas que criou o abaixo-assinado, critica "o total menosprezo, ridicularização e falta de respeito à fala e participação das mulheres em espaços públicos de poder". 

Em outro momento, o coletivo ressalta que o vereador tem mais assinaturas por cassação do que os votos que o elegeram para o mandato [991]. 

O coletivo questiona "até quando as mulheres serão desrespeitadas nos diferentes ambientes e isso será banalizado e naturalizado?", ressaltando que "a Câmara ajudou a banalizar esse comportamento".

Calcinha de sex shop

O vereador de 50 anos é pai de dois filhos. Procurado para se pronunciar sobre a polêmica, Benedito negou que tenha desrespeitado o eleitorado feminino com o gesto de cheirar a calcinha durante atividade parlamentar. 

Em outro momento, o vereador disse que o fato de ele ter aberto o suposto presente durante uma sessão remota com outros colegas e durante a fala de uma vereadora não representou dolo ou desrespeito às mulheres.

"Algumas entenderam de uma forma muito equivocada, mas outras compreenderam a situação e sei que vão me ajudar de novo na campanha", apela ele. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS