Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

JUSTIÇA

Em delação premiada, Sérgio Cabral entrega três ministros do TCU 

quarta-feira, 15/07/2020, 18:20 - Atualizado em 15/07/2020, 18:20 - Autor: Com informações R7


Segundo ex-governador do RJ, magistrados receberam R$ 100 mil mensais durante um ano por meio de contrato fraudulento
Segundo ex-governador do RJ, magistrados receberam R$ 100 mil mensais durante um ano por meio de contrato fraudulento | Reprodução

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral resolveu entregar três ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) em uma delação premiada celebrada pela Polícia Federal e homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin.

Caso Miguel: Justiça aceita denúncia contra Sarí Corte Real

Segundo a defesa de Cabral, Márcio Del’Ambert, os detalhes do acordo são mantidos em sigilo. Porém, a Record TV Rio noticiou na tarde desta quarta-feira (15) que, na delação, Cabral indicou que os três ministros do TCU teriam recebido R$ 100 mil mensais durante um ano por meio de um contrato fraudulento.

Bolsonaro sanciona novo marco do saneamento básico

Preso desde 2016, Cabral já apresentou uma série de delações. Após 13 condenações, a pena do ex-governador do Rio de Janeiro chega a 282 anos em regime fechado.

Leilão de Cabral

Nesta quarta-feira (15), se iniciou uma exposição de pedras de diamante e barras de ouro que pertenciam a Sérgio Cabral. Os objetos foram encontrados na Suíça e tem preço combinado de R$ 20 milhões. O leilão tem lance mínimo de R$ 92 mil para lingotes de ouro 24 quilates e de R$ 246 mil para os diamantes.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS