Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

VEJA O VÍDEO!

Adolescente de 15 anos é estuprada e obrigada por maníaco a se passar por namorada dele

quinta-feira, 25/06/2020, 10:17 - Atualizado em 25/06/2020, 10:19 - Autor: Com informações do portal Metrópoles


O homem teria feito a vítima se passar por sua ‘namorada’ para não levantar suspeitas.
O homem teria feito a vítima se passar por sua ‘namorada’ para não levantar suspeitas. | Reprodução

Uma adolescente de 15 anos, que teve a identidade preservada, foi estuprada na última semana ao voltar para casa após sair para andar de patins. O caso aconteceu em Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Após o crime, o maníaco teria feito a vítima se passar por sua ‘namorada’ para não levantar suspeitas. 

“Ele falava que estava fazendo um bem pra mim porque eu sempre lembraria dele quando fosse fazer isso [ato sexual]. Ele disse que eu não faria isso por um bom tempo. Rezei muito para alguém perceber”, contou a adolescente.

A vítima ainda está bastante abalada e para evitar doenças sexualmente transmissíveis, está tomando um coquetel de remédios. Em entrevista, a irmã da vítima, de 27 anos, contou como a jovem se sente e que o sentimento da família é de revolta.

“Somos criadas por mãe solteira e isso faz com que sejamos bem fortes, porque crescemos vendo nossa mãe lutar muito. Então ela está tentando permanecer muito forte, porque sempre teve muita dificuldade de colocar pra fora o que sente. Com o tempo que realmente vamos conseguir ver as sequelas. Mas agora ela está com ódio e nojo do homem que a estuprou”, disse a irmã.

Ainda segunda a irmã da vítima, um idoso chegou a suspeitar do que estava acontecendo. Porém, o homem teria feito a jovem se passar por sua “namorada” para não criar suspeitas. Ele, inclusive, fez a jovem andar de mãos dadas com ele.

Maníaco confessou o crime 

A Polícia Civil informou na última terça-feira (22), que o maníaco foi identificado como Bruno Guimarães de Mello, de 24 anos. Ele confessou o crime e se disse 'atraído' pela vítima.

No entanto, a delegada afirmou que o criminosos foi reconhecido por outra vítima, a qual foi violentada em 2019 e também foi obrigada a fingir um relacionamento com ele após sofrer o abuso sexual.  

Com isso, foi solicitada a prisão preventiva do abusador, que foi decretada pela Justiça. Ele está na Delegacia Sede de Praia Grande e em seguida será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS