Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

JUSTIÇA

TSE arquiva ação do PT de cassar chapa Bolsonaro-Mourão

quarta-feira, 24/06/2020, 15:59 - Atualizado em 24/06/2020, 15:59 - Autor: Com informações TSE


A ação pedia a cassação e a inelegibilidade dos investigados
A ação pedia a cassação e a inelegibilidade dos investigados | Reprodução

Em julgamento na noite desta terça-feira (23), o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu arquivar uma ação do Partido dos Trabalhadores (PT) que pedia a cassação do mandato do presidente Jair Bolsonaro e do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), pelo suposto uso de outdoors na campanha eleitoral. 

A decisão foi tomada por unanimidade. Votaram pelo arquivamento os ministros Og Fernandes, Luís Felipe Salomão, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, Sérgio Banhos, Edson Fachin, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Durante a sessão, transmitida pela TV Justiça, foi possível ouvir o som de buzinas de um grupo de manifestantes na área externa do TSE, em Brasília.

Em seu voto, o ministro Og Fernandes, que é o corregedor no TSE e relator do processo, defendeu que os outdoors não tiveram impacto a ponto de influenciar o resultado das eleições e, por isso, rejeitou a ação.

"Não é possível afirmar que a instalação de outdoors em alguns municípios de alguns estados tenha revelado gravidade suficiente a ponto de provocar um desequilíbrio na eleição presidencial de 2018, cuja abrangência dizia respeito a 27 unidades da federação, com 5.570 municípios", afirmou Og Fernandes. 

A ausência de provas de que a publicidade favorável possa ter influenciado o resultado das eleições foi o principal argumento utilizado pelos ministros para votar pelo arquivamento da ação.

"A questão central diz respeito precisamente à ausência de prova suficiente para evidenciar gravidade que afete o equilíbrio do processo eleitoral no país", disse o ministro Edson Fachin. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS