Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

JULGAMENTO

Sargento usa estilete para 'marcar expediente' em braço de soldado e acaba preso

terça-feira, 23/06/2020, 18:01 - Atualizado em 23/06/2020, 18:01 - Autor: Com informações do Metrópoles


| Reprodução/STM

Um sargento, ex-militar das Forças Armadas, que não teve o nome divulgado, foi condenado a nove meses de prisão após marcar o braço de um soldado com um estilete. A marca tinha como objetivo lembrar o horário do expediente do subordinado. 

O crime aconteceu em Caçapava (SP), em junho de 2018, mas só foi julgado neste ano, pelo Supremo Tribunal Militar (STM). 

Na ocasião, três soldados acabaram se atrasando para uma formatura. Como punição, o superior determinou que cada um pagasse dez flexões. Em seguida, pegou um estilete e escreveu o numeral 10:00 no braço de um dos subordinados. 

Na época, o sargento justificou a ação afirmando que o soldado nunca mais esqueceria o horário da formatura, que estava marcada para às 10h. 

Mãe mata a própria filha de 4 anos com revólver do marido

Ladrão é espancado e amarrado por vítima após invadir casa

A defesa do acusado ainda alegou que tudo não passou de uma brincadeira entre as partes. Porém, a justificativa foi refutada pelo ministro relator do processo, Lúcio Mário de Barros Góes. 

“Os regulamentos militares preconizam o tratamento humano e respeitoso que o superior deve dispensar ao subordinado. Se respeitar a dignidade da pessoa humana é preceito de ética militar, a ofensa aviltante a inferior é de todo inaceitável”, escreveu.

O ex-militar foi condenado pelos crimes de ofensa aviltante a inferior e lesão leve. Além dos nove meses de detenção, foi concedido o benefício da suspensão condicional da pena pelo prazo de dois anos e o direito de recorrer em liberdade.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS