Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

TRUCULÊNCIA

Imagens Fortes! Guardas Municipais agridem homem imobilizado 

sexta-feira, 19/06/2020, 11:28 - Atualizado em 19/06/2020, 12:10 - Autor: Com informações Nsc Total


Nas imagens da ação que durou menos de quatro minutos, é possível ver a conduta dos agentes.
Nas imagens da ação que durou menos de quatro minutos, é possível ver a conduta dos agentes. | Reprodução

Um vídeo que mostra uma abordagem de Guardas Municipais viralizou nas redes sociais após registrar a conduta dos agentes. Eles chutaram e golpearam com cassetete um homem que já havia sido imobilizado.

A abordagem que aconteceu na última segunda-feira (15), mas só ganhou repercussão na quinta-feira (18) será apurada em sindicância. E foi registrada por uma câmera de segurança do local. O caso aconteceu na cidade de Tubarão, em Santa Catarina. A Prefeitura informou que um processo administrativo vai apurar os fatos para tomar as medidas legais cabíveis.

Nas imagens da ação que durou menos de quatro minutos, é possível ver o homem sendo retirado do carro por um guarda municipal. Outros dois chegam em seguida, e fazem com que o homem deite no chão. Na sequência, um quarto guarda acerta o homem já imobilizado com golpes de cassetete nas pernas, enquanto outro desfere chutes.

Imagens da câmera de segurança. Saiba mais: http://nsctotal.com.br/ NSC Total
 

Brasileiro sequestrado pelas FARC é liberado

Delegado do caso João Pedro estava na ação que causou morte do menino

De acordo com o procurador do município Marivaldo Pires, o relato que chegou até ele, assim que o vídeo ganhou repercussão, é que o veículo estaria estacionado em local indevido, e que quando o homem recebeu a ordem de retirar, saiu em disparada e quase atropelou os guardas. Ele também teria ofendido e tentado agredir os agentes de segurança, segundo a informação inicial.

"Independente de eventual erro, ilegalidade cometida pelo cidadão, a Guarda Municipal não pode exceder o limite. No momento que ela conseguiu evitar a situação, não tinha que ter agressões na sequência. Na sindicância a gente vai poder apurar se houve excesso, e se confirmado, penalizar esses servidores", comentou o procurador.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS