Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

JUDICIALMENTE

Weintraub pode responder criminalmente por ataques ao STF após vídeo de reunião ministerial

domingo, 24/05/2020, 09:35 - Atualizado em 24/05/2020, 09:35 - Autor: Com informações do Ig


Justiça divulgou o vídeo de reunião ministerial de Bolsonaro.
Justiça divulgou o vídeo de reunião ministerial de Bolsonaro. | Reprodução

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, pode responder criminalmente pelas falas agressivas aos magistrados do Supremo Tribunal Federal (STF), feitas durante a reunião ministerial realizada no dia 22 de abril. As informações são do iG. 

Bolsonaro falou 34 palavrões na reunião ministerial

Após a divulgação do vídeo, interlocutores do governo analisam como "delicada" a situação do ministro, que já vinha sendo criticado por aliados de Bolsonaro por discordar da orientação do presidente de ceder espaço no MEC para indicados do Centrão. . 

Na reunião ministerial , Weintraub afirmou que os ministros do Supremo eram "vagabundos" e que deveriam estar na cadeia.

Assista ao vídeo de reunião ministerial de Bolsonaro na íntegra

No Planalto, aliados do presidente afirmam não haver dúvidas de que algum dos magistrados vai acionar Weintraub judicialmente.

Outra preocupação no governo é com a parte em que Bolsonaro xinga os governadores João Doria (PSDB), de São Paulo, e Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro, de "bosta" e "estrume", respectivamente.

Entenda como vídeo da reunião ministerial pode influenciar investigação sobre Bolsonaro

No Twitter, o governador João Doria afirmou estar "atônito" com o nível da reunião ministerial. Para ele, "palavrões, ofensas e ataques a governadores, prefeitos, parlamentares e ministros do Supremo, demonstram descaso com a democracia, desprezo pela nação e agressões à institucionalidade da Presidência da República". 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS