Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

PROCURADO

Suspeito de matar miss amazonense é preso dentro de cabana em fronteira do Brasil

sábado, 16/05/2020, 16:15 - Atualizado em 16/05/2020, 16:17 - Autor: Com informações do portal UOL


Rafel saiu de Manaus e foi para Roraima onde foi encontrado
Rafel saiu de Manaus e foi para Roraima onde foi encontrado | Divulgação

Foi detido, na tarde desta sexta-feira (15), o servidor público Rafael Fernandes, suspeito de assassinar a modelo e finalista do Miss Amazonas 2019, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos. A modelo foi achada morta a facadas no apartamento de Rafael, na cidade de Manaus, na última terça-feira (12).

Pai de suspeito de matar Miss no Amazonas é encontrado morto

De acordo com informações do portal UOL, Rafael, que é servidor da Justiça do Trabalho, estava escondido em uma cabana em uma região de mata em Pacaraima (RR), na fronteira com a Venezuela. A suspeita é de que ele planejava fugir para a Espanha.


Polícia acredita que suspeito tentava fugir para a Espanha. Foto: Divulgação Polícia Civil

Equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) de Manaus se deslocarão até a fronteira com a Venezuela para conduzir o suspeito de volta para o Amazonas. 

Segundo a investigação da Polícia Civil do Amazonas, o servidor público entrou em Roraima na segunda-feira (11), um dia depois do registro do desaparecimento de Kimberly. A família notou que algo estava errado quando a miss deixou de responder às mensagens. A última familiar com quem Kimberly trocou mensagens foi a mãe dela. 


Suspeito estava escondido em cabana na fronteira do Brasil com Venezuela. Foto: Divulgação Polícia Civil

Os investigadores descobriram que o suspeito estava em Roraima após o registro da passagem dele pela barreira sanitária montada na divisa com o Amazonas. Além disso, o carro do ex-namorado da miss foi localizado capotado na BR-174, em território roraimense.

O suspeito seguiu viagem após o acidente ao pegar carona com um caminhoneiro. Em Boa Vista, ele continuou até Pacaraima depois de contratar um taxista. 

A hipótese da fuga para a Espanha surgiu após a polícia apurar que o ex-namorado da modelo tem parentes no país europeu.

Kimberly Karen Mota de Oliveira - Reprodução/Facebook

Miss foi morta a facadas no apartamento do ex-namorado. Foto: Reprodução Redes Sociais

FEMINICÍDIO

Segundo a Polícia Civil, o corpo da modelo estava dentro do apartamento do ex-namorado, que é natural de São Bernardo do Campo (SP). Ele é funcionário público do Tribunal de Regional do Trabalho (TRT) e morava há pouco tempo em Manaus, após passar por um processo de separação da ex-mulher. 

A principal hipótese para a motivação do crime seria o fim do relacionamento do casal. O namoro do casal durou apenas dois meses, segundo as investigações da polícia..

Após Kimberly passar dois dias sem contato, uma amiga acionou um tio, que indicou à Polícia Militar (PM) onde o ex-namorado da jovem mora, no centro de Manaus. Os militares arrombaram o imóvel e avistaram o corpo.

12.mai.2020 - Kimberly Karen Mota de Oliveira, miss morta a facadas no AM  - Reprodução/Facebook

Modelo virou referência na cidade de Manicoré após vencer concurso. Foto: Reprodução Redes Sociais

A amiga apontou o endereço porque Kimberly saiu no carro do suspeito do local onde elas estavam. A arma supostamente usada no crime ainda estava na varanda do apartamento.


Kimberly virou orgulho e referência para a pequena cidade de Manicoré  depois de levar o nome do município à final do Miss Amazonas 2019. Ela também vivia um sonho antigo. De família humilde, a miss entrou na faculdade de odontologia depois de concluir o curso de técnico em enfermagem.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS