Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

RISCO

Navio que seguia para a China está à deriva e pode afundar no Maranhão

quarta-feira, 26/02/2020, 18:57 - Atualizado em 26/02/2020, 18:56 - Autor: Com informações do portal R7


|

Um navio está à deriva depois de entrar água nos compartimentos de carga nesta quarta-feira (26). O navio MV Stella Banner, da empesa POLARIS SHIPPING CO.LTD, que transporta minérios brasileiros para Qingdao, na China, saiu de Ponta da Madeira, no Maranhão, para o porto privado da Vale, no dia 24 de fevereiro deste ano.

Carregado com minério de ferro, a embarcação está a aproximadamente 113,5 Km do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, ou seja, a 7h de navegação, fora do Canal de Acesso ao Complexo Portuário.

Após solicitar apoio de terra, o comandante do navio aguarda uma solução para que o macio não afunde. A ideia é buscar um banco de areia para tentar encalhar a embarcação.

Já estão sendo enviados navios e helicópteros ao local.

A Vale informou que foi comunicada pelo operador do navio MV Stellar Banner sobre os danos sofridos na proa da embarcação e que atua, como operadora portuária, com suporte técnico-operacional, com envio de rebocadores, e colaborando com as autoridades marítimas.

Veja a nota da Vale na íntegra

A Vale informa que foi comunicada pelo operador do navio MV Stellar Banner que a embarcação sofreu avaria na proa após deixar o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA), na noite de segunda-feira (24), já fora do canal de acesso ao porto. Foi reportado ainda à Vale que, por medida de precaução, os 20 tripulantes foram evacuados com segurança e que o comandante do navio adotou manobra de encalhe a cerca de 100 quilômetros da costa de São Luís. A embarcação, construída em 2016, é de propriedade e operada pela empresa sul-coreana Polaris. Como operadora portuária, a Vale está atuando com suporte técnico-operacional, com o envio de rebocadores, e colaborando com as autoridades marítimas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS