Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

MACABRO

Pedreiro matou esposa por dívida e ainda colocou rejunte em sua vagina 

sexta-feira, 29/11/2019, 11:18 - Atualizado em 29/11/2019, 11:18 - Autor: Com informações de CM7


|

Na manhã desta quarta-feira (27) o delegado Paulo Martins, e a delegada Marília Campelo, respectivamente, titular e adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falaram durante coletiva de imprensa realizada na sede da especializada, às 10h, sobre a prisão do pedreiro Antônio de Oliveira Fernandes, 44, realizada pela equipe policial da DEHS, em cumprimento a mandado de prisão temporária por homicídio. A prisão ocorreu na tarde de terça-feira (26), por volta das 17h30, na Comunidade de Tuiué, no município de Manacapuru (distante cerca de 68 quilômetros em linha reta da capital).

Segundo o titular da especializada, o crime aconteceu no último domingo (24), na rua Sapeaçu, conjunto Augusto Monteiro, bairro Lírio do Vale, zona oeste da capital, e teve como vítima Luzia dos Santos Silva, que tinha 46 anos. Na ocasião o infrator agrediu violentamente a vítima, com golpes de faca e enxada. Após a morte dela, Antônio jogou rejunte no rosto e nas partes íntimas de Luzia, possivelmente, para esconder traços de violência sexual. O corpo da mulher foi encontrado pela filha dela, uma criança de 8 anos.

“Ao longo dos trabalhos investigativos, a equipe policial constatou a identidade de Antônio e representou à justiça o pedido de prisão dele. Durante a abordagem, o infrator confessou a autoria do crime, que teve como motivação a dispensa dos serviços que ele estava executando para a vítima e uma quantia de R$ 300 que a mesma estava lhe devendo. Após consumir bebidas alcoólicas e drogas, o homem foi ao encontro de Luzia, quando iniciou uma discussão e, logo após, o crime,” explicou Marília.

Conforme Martins, durante a ação policial, foram encontradas peças de roupas que o indivíduo furtou da vítima. Ele confessou ter roubado os HDs das câmeras de vigilância da residência dela, com o intuito de não ser identificado, e jogou os objetos em um bueiro próximo à residência onde ele mora. As equipes não tiveram êxito na busca pelos HDs; no entanto, foram encontradas as botas do infrator com o sangue da vítima.

Procedimentos – Antônio Augusto foi preso em cumprimento de mandado temporário por homicídio, mas, conforme a delegada Marília, será representado pela prisão preventiva dele. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, o homem será encaminhado para a audiência de custodia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS