Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

14 DE MARÇO DE 2018

Gabinete de Bolsonaro comprou passagem no dia da morte de Marielle

quarta-feira, 13/11/2019, 19:23 - Atualizado em 13/11/2019, 19:23 - Autor: DOL


| Marcos Corrêa/PR

O deputado David Miranda (PSol-RJ) resgatou o tuíte da jornalista Thaís Bilenk que afirmava que o presidente Jair Bolsonaro teria voltado mais cedo no dia 14 de março de 2018, mesma data do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes.

A post voltou a causar debates sobre o caso nas redes sociais nesta quarta-feira (13).

Segundo reportagem do Correio Braziliense, os registros da Câmara dos Deputados indicam que o gabinete do então deputado Jair Bolsonaro comprou dois bilhetes aéreos de Brasília para o Rio de Janeiro no mesmo dia.

Bolsonaro declarou que, na data do homicídio, estava em Brasília e, inclusive, registrou presença em duas votações na Câmara dos Deputados.

Porém, o tuíte da jornalista Thaís Bilenky afirma que o presidente estaria com uma intoxicação alimentar pelos dois dias anteriores, reduzindo o ritmo da sua agenda e voltando mais cedo para o Rio de Janeiro no dia do assassinato.

A postagem da jornalista provocou grande repercussão nas redes sociais. O termo ''Seu Jair'' ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter no dia de hoje.

A assessoria do Palácio do Planalto não havia se pronunciado até o início da noite desta quarta.

(Com informações do Correio Braziliense)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS