Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

VIOLÊNCIA SEXUAL

Brasileiro estupra venezuelana em motel e acaba espancado 

domingo, 03/11/2019, 17:44 - Atualizado em 03/11/2019, 17:57 - Autor: DOL


A vítima teve de sair correndo nua para a rua quando foi acolhida por populares
A vítima teve de sair correndo nua para a rua quando foi acolhida por populares | Reprodução

Uma venezuelana de 30 anos sofreu agressões e violência sexual dentro de um motel na cidade de Várzea Grande, no Estado de Mato Grosso, na madrugada do último sábado (2). A vítima correu, nua, pelas ruas e pediu ajuda para populares. O suspeito do crime, de 41 anos, ainda foi espancado antes de ser preso pela Polícia Militar. 

De acordo com informações do portal Gazeta Digital, a mulher relatou que começou a se prostituir para sobreviver após chegar ao Brasil. Ela havia combinado um programa sexual com dois homens, mas apenas um deles foi com ela para o motel. 

No quarto,segundo a vítima, após algumas investidas, o agressor não conseguiu ter ereções, por isso ela resolveu cancelar o programa. Quando a venezuelana se preparava para sair, começou a ser agredida pelo suspeito, que a segurou pelos braços e pescoço. 

Em seguida, a vítima foi jogada na cama e teve o braço direito mordido. O agressor também tirou a roupa da vítima e a estuprou sem o uso de preservativo. Durante o ato, o suspeito fazia com as mãos o gesto de arma de fogo.

Em determinado momento, a mulher conseguiu fugir do criminoso, correndo nua pelo motel e pedindo socorro. Populares que a acolheram conseguiram deter o homem, que foi agredido com socos e chutes.

A Polícia Militar chegou ao local, e o suspeito ainda tentou fugir, mas foi contido e algemado. Na viatura, o homem se debatia muito, parecendo estar sob efeito de drogas. Ele foi encaminhado para a delegacia e autuado pelo crime de estupro, ameaça e lesão corporal.

(Com informações do portal Gazeta Digital)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS