Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

SEM PIEDADE

Cadeirante é morto por não entregar o celular durante assalto a ônibus. Veja o vídeo!

quarta-feira, 30/10/2019, 16:51 - Atualizado em 30/10/2019, 17:01 - Autor: Tomas Tavares


Vítima não quis entregar o celular e foi assassinada pelo assaltante
Vítima não quis entregar o celular e foi assassinada pelo assaltante | Reprodução/Whatsapp

Marcílio Pereira da Silva Neto, 57 anos, foi assassinado durante um assalto a ônibus na manhã de terça-feira (29). Ele era cadeirante e morreu porque não quis entregar o celular ao bandido, segundo testemunhas.

As informações são do portal Metrópoles.

O crime foi por volta das 10h30m da manhã em um ônibus que fazia a linha Planaltina/W3 Norte e Sul, em Brasília, quando o suspeito entrou no veículo e ficou na parte da frente. De início, ele apenas observou o movimento no coletivo antes de anunciar o assalto. Após pagar a passagem, ele começou a ação criminosa.

A vítima, Marcílio Pereira da Silva Neto, de 57 anos (Foto: Reprodução)

"Passa o celular", ordenava o assaltante. Marcílio, que seguia para uma igreja, resistiu ao assalto e foi alvejado no peito pelo criminoso. Segundo uma testemunha, o suspeito estava com uma sacola grande recolhendo os celulares e pertences das vítimas. "Quando estava perto de descer, o senhor o agarrou pela cintura e aí eu escutei dois disparos. Foi um desespero, muitas pessoas nervosas e chorando”, contou.

Veja mais:

Corpo de mulher enrolado em lençol é jogado dentro de residencial em Belém 

'Curandeiro' é preso por estupro, estelionato e ameaças no interior do Pará 

“Ele (assaltante) passou gritando: ‘Passa o celular, passa o celular!’. Até então não queria entregar, e muitas pessoas também não. Mas, depois do tiro, todos ficaram com medo e entregamos. Não tive coragem de olhar para o rosto dele. Foi horrível, uma cena de terror”, relatou outra testemunha que também estava no coletivo na hora do crime.

Um tiro atingiu o coração de Marcílio e outro o teto do ônibus.

O criminoso, que ainda está foragido, desceu do coletivo e ordenou que o motorista seguisse. Quando o veículo parou, todos passageiros desceram com medo.

Hudson Maldonado, chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), disse que a PCDF está atrás do bandido. As investigações apontam que o criminoso não agiu sozinho e que, provavelmente, havia um comparsa no lado de fora em uma moto.

A câmera de segurança de outro coletivo que vinha atrás do veículo assaltado gravou o momento em que o assaltante desce do ônibus. Confira:


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS