Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

VIOLÊNCIA

Donos de asilo abusam sexualmente de idoso de 72 anos com paralisia

sexta-feira, 04/10/2019, 15:28 - Atualizado em 04/10/2019, 15:28 - Autor: (Com informações Metrópoles)


Outras 76 pessoas, entre elas idosos, foram vítimas de maus-tratos, de acordo com investigadores. Dessas, 18 morreram.
Outras 76 pessoas, entre elas idosos, foram vítimas de maus-tratos, de acordo com investigadores. Dessas, 18 morreram. | (Reprodução)

Um idoso de 72 anos e uma cadeirante, 23, foram estuprados no asilo "Casa Acolhendo Vidas", em Belo Horizonte (MG). De acordo com a Polícia Civil, além deles, outras 76 pessoas foram vítimas de agressão e tortura. Ainda segundo a polícia,18 morreram por conta dos maus-tratos. Segundo as investigações, os suspeitos dos crimes são proprietários e funcionários da casa de repouso.

A maioria das provas coletadas pela autoridades foi através de prontuários cedidos pelos hospitais, cemitério de Santa Luzia e relatos de familiares. O resultado da operação foi apresentado na última quarta-feira (02).

Das seis pessoas indiciadas no inquérito, quatro eram da mesma família: Elizabeth Lopes Ferreira, de 47 anos, o marido, Paulo Lopes Ferreira, 53, e as duas filhas, Poliana,27, e Patrícia Lopes Ferreira, 21. Para a polícia, as mortes foram causadas, ou aceleradas, por “falta de cuidado” dos responsáveis pelo asilo.

As investigações foram iniciadas há dois meses. Um médico do Hospital Madalena Calixto, também de Belo Horizonte, foi quem denunciou os maus-tratos após a morte de uma paciente. Ele apontou que os internos do asilo eram vítimas de agressões e violência psicológica. O caso ainda está sendo investigado e os suspeitos permanecem presos.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS