Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$

Notícias / Notícias Brasil

REAÇÃO

Estudante de 16 anos é assassinado a caminho da escola 

quinta-feira, 12/09/2019, 16:17 - Atualizado em 12/09/2019, 16:17 - Autor: Redação


| Reprodução/Arquivo Pessoal

Um adolescente de 16 anos foi morto a tiros, na manhã desta quinta-feira (12), durante seu trajeto a caminho da escola. O estudante, Belo Valuche, estava em um ponto de ônibus próximo a sua residência quando foi abordado por dois bandidos armados que estavam em um carro. O crime ocorreu em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. 

"Ele tinha acabado de perder um ônibus. O carro em que os bandidos estavam era de um motorista de aplicativo, que estava sendo feito refém. O veículo se aproximou e os bandidos pediram o telefone dele. Infelizmente ele não quis dar e atiraram", conta a prima da vítima, Ana Júlia Ferraz, de 17 anos.

De acordo com Ana Júlia, os criminosos acertaram primeiro o peito do adolescente. No momento do crime, ele entregou o aparelho celular e disse que "não tinha necessidade disso". Porém, os bandidos acabaram se irritando com a reação do estudante. 

"Ele foi entregar o telefone, mas o assaltante disse que não queria mais, porque ele estava com muita marra e deram mais sete tiros nele", a prima afirma, dizendo que o estudante foi atingido na cabeça e no peito, morrendo na hora.

A polícia informou que o veículo usado durante a ação pertencia a um motorista de aplicativo, que tinha sido sequestrado pelos criminosos. Após ser liberado, o condutor do carro foi até a casa da família da vítima. 

A investigação da morte do estudante está sob a responsabilidade da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Os policiais civis fizeram a perícia no local do crime e, por volta das 11h40, o corpo do jovem foi encaminhado ao IML de Nova Iguaçu. Até o momento não há informações sobre o paradeiro dos assassinos.

"Os agentes procuram possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas no local onde ocorreu o fato para tentar identificar a autoria do crime", a Polícia Civil disse, em nota.

(Com informações do Meia Hora) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS