Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


27°
R$

Notícias / Notícias Brasil

DECISÃO

Record TV é condenada a pagar R$ 30 mil após acusar PM de assassinato

segunda-feira, 09/09/2019, 22:04 - Atualizado em 09/09/2019, 22:04 - Autor: DOL


A reportagem foi ao ar em 2015 no programa Cidade Alerta
A reportagem foi ao ar em 2015 no programa Cidade Alerta | Reprodução

A Record TV deverá pagar uma indenização no valor de R$ 30 mil por danos morais e materiais para um policial militar acusado erroneamente de ser o mandante de um crime que aconteceu em Minas Gerais. A reportagem, exibida em 2015 no programa Cidade Alerta, mostrava a foto do policial, no entanto, o mandante tinha outro nome e outro rosto.

A decisão é a 6ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo que avalia que, por conta da exibição em rede nacional, o dano gerado foi imenso. Além da indenização por danos morais e materiais, a emissora paulista precisa se retratar no mesmo horário e pelo mesmo tempo em que a imagem do PM foi exibida como mandante do assassinato em questão.

“É inegável que tal conduta acabou por gerar dano moral ao autor, uma vez que sua imagem foi veiculada de modo indevido como autor de bárbaro crime que chocou a cidade do interior de Minas Gerais, o que não condiz com a verdade”, decide o juiz.

A decisão implica também na retirada do conteúdo da reportagem no site oficial.

A Record TV chegou a pedir embargo de declaração sobre o caso, mas foi negado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

(Com informações do Observatório da Televisão)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS