Diário Online

Iniciar impressão | Voltar para página


Sexta-Feira, 01/03/2019 - 19h27

Circuito Mangueirosa surge com proposta de revitalização do Carnaval de rua de Belém

Circuito Mangueirosa surge com proposta de revitalização do Carnaval de rua de Belém  (Foto: Divulgação)
Circuito Mangueirosa surge com proposta de revitalização do Carnaval de rua de Belém (Foto: Divulgação)

O Circuito Mangueirosa surge como uma proposta de revitalização do Carnaval de rua de Belém. O objetivo do projeto é oferecer uma programação para a cidade durante o Carnaval contando com a participação de artistas que trazem no repertório a música paraense, estimulando o turismo e movimentando a economia na capital neste período. 

"Qualquer união em prol de causas como o resgate do Carnaval, que é um patrimônio dos brasileiros e dos paraenses, é muito bem vinda e bem vista. Quanto mais profissionais se juntarem nesse tipo de causa, elas acabam acontecendo pela força conjunta. Quem ganha com isso é a população da cidade", contou Jean Louis, da organização Filhos de Glande.

"No passado, o Carnaval foi feito pela união de intelectuais da cidade, como Luiz Guilherme, Rosenildo Franco, Edyr Augusto, Rubão, Paes Loureiro, Emanuel Nassar e outros. É uma celebração, um evento muito importante, pois gera a movimentação do comércio como um todo”, completou. 

O evento será realizado de 2 a 5 de março, com a apresentação de quatro blocos. O circuito vai contar com uma grande arena, reunindo cerca de 4 mil pessoas por dia, no Complexo Turístico do Ver-O-Rio, a partir de 12h, onde serão realizadas várias programações gratuitas, como shows e discotecagem.  

Após às 18h, o público sai em cortejo pela avenida Marechal Hermes em direção ao Porto Music, onde a programação seguir  com as atrações convidadas e cobrança de ingressos a partir de R$ 10. 

“Estamos criando um grande movimento com uma ação que visa tornar Belém uma grande referência de valorização e resgate da própria cultura”, acredita Maurício Vianna, produtor da Meachuta e que estará no Bloco Lucha Libre.

O músico Félix Robato, que será uma das atrações do bloco Lambateria, ressaltou a importância desse carnaval diferenciado e diversificado. "É sempre importante ter alternativas e opções diferentes para o nosso Carnaval, sempre inventando e criando. O público pode aguardar um repertório com muita lambada, guitarrada, merengue e marchinha."

PROGRAMAÇÃO

O primeiro dia da programação é composta pelo 'Bloco Lambateria', contando com os shows de Félix Robatto, Xeiro Verde, Sancari e DJs Rebarbada e Zek Picoteiro.

O segundo dia é com o 'Bloco Manada', que vai contar com as apresentações do Bando Mastodontes, Na Cuíra Tropical, que mistura as bandas Na Cuíra PraDançar e Farofa Tropikal, o bloco afro de afoxé Ita Lemi Sinavuru e Djs Gustavo Moreira, layseRodrigues e Rony.

O 'Bloco Lucha Libre' vai comandar o terceiro dia do circuito, que reúne DJs das festas Meachuta, Se Rasgum e terá show da Big Band DBL e ressaca do Bloco Rebuceteio.

E para encerrar a programação, o quarto dia de evento ficará por conta de um dos mais antigos blocos de Belém, o 'Filhos de Glande' com sua tradicional Orquestra Carnafônica que traz as cantoras Juliana Sinimbu, Liège e Renata delPinho e performandes das drags do Coletivo NoiteSuja, a banda Lauvaite Penoso comparticipação de Sammliz, bateria show da Escola de Samba Bole Bole e Djs Azul, Raul Bentes e Roberto Figueredo. 

(DOL)


Iniciar impressão | Voltar para página

Endereço da página:

Endereço do site: