Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Paysandu vence PFC e conquista 45º título estadual

domingo, 19/05/2013, 19:48 - Atualizado em 19/05/2013, 20:05 - Autor:


Não deu para o Paragominas. O Paysandu, que já havia vencido o primeiro jogo da final por 4 a 0 no último domingo (12), não se abalou com a eliminação na Copa do Brasil no meio da semana, e venceu o PFC novamente na noite deste domingo (19), agora por 3 a 1, no estádio Mangueirão.


O Papão conquistou o 45º título Estadual da sua história, voltando a levantar uma taça depois de três anos. A última conquista do Bicola foi justamente o Campeonato Paraense de 2010, quando venceu o Águia de Marabá na final. Com esta conquista, o Paysandu aumentou a vantagem em cima do Remo (42) em títulos paraenses.


Logo mais, veja no DOL os melhores lances e os gols do título bicolor.


>> Veja lance a lance como foi a partida entre Paysandu e Paragominas


1º TEMPO


Precisando vencer por cinco gols de diferença para ser campeão, o PFC veio para cima do Paysandu e fez o primeiro gol logo aos dois minutos. A bola foi cruzada para a área bicolor em uma cobrança de escanteio, Zé Carlos saiu mal e o zagueiro Rubran empurrou de cabeça para o fundo do gol.


O Papão não se abateu com o gol no início e foi para cima do time do interior. O gol de empate não tardou e aos 10 minutos Raul aproveitou uma cobrança de escanteio para cabecear no canto direito de Maycki Douglas.


O Jacaré tentava chegar, mas não levava muito perigo. Aos 22 minutos, Adriano Miranda recebeu passe na área, cortou para o meio e chutou rasteiro para a defesa do goleiro Zé Carlos.


Aos 24 minutos o Bicola respondeu à altura. João Neto entro na área pela esquerda e chutou cruzado, levando muito perigo para Zé Carlos.


O Papão pressionou mais e aos 28 minutos virou o jogo. Eduardo Ramos cobrou escanteio, a zaga do Paragominas bobeou e o atacante Rafael Oliveira aproveitou para tocar para o fundo do gol.


Já desorganizado e apresentando os mesmos erros na marcação do primeiro jogo, o PFC levou o tiro de misericórdia aos 43 minutos. Rodrigo Alvin tabelou com Rafael Oliveira pela esquerda, entrou na área e chutou para João Neto, na pequena área, empurrar de carrinho para o gol.


2º TEMPO


O PFC voltou dos vestiários querendo pelo menos um empate para a derrota não ser tão vergonhosa e logo aos dois minutos o meia Eduardo chutou do bico direito da grande área, assustando Zé Carlos, mas não levando perigo de gol.


Aos 10 minutos o Jacaré teve nova jogada perigosa. Aleíson recebeu em profundidade na esquerda, avançou e cruzou para Marquinhos, que já passava da bola, chutar de calcanhar para Zé Carlos fazer grande defesa.


O Paragominas queria fazer pelo menos o gol de honra e Jayme arriscou por duas vezes de fora da área, sempre causando transtornos para o goleiro bicolor.


O Papão reagiu aos 23 minutos: Rafael Oliveira recebeu passe na área, girou e bateu mascado, Maycki Douglas ficou com a bola.  Aos 38 minutos, Rodrigo Alvin cruzou para a área do PFC e Pikachu chutou de voleio, mas a bola passou longe do gol.


O PFC ainda tentou outras investidas, mas sem levar muito perigo. Ao mesmo tempo, a torcida bicolor já gritava olé e cantava que “o Campeão voltou”.


RENDA 


A torcida bicolor, mesmo ainda abatida com a eliminação para o Naviraiense na Copa do Brasil, respondeu ao chamado da equipe e da diretoria e lotou o estádio Mangueirão, empurrando sua agremiação para mais um título.


Ao todo, 29.966 apaixonados pagaram ingresso, gerando uma renda de R$ 304.400 mil. Com os 2.690 credenciados o público total chegou a 32.656 pessoas.


(Felipe Melo/DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS