Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Lecheva conquista primeiro título como técnico

domingo, 19/05/2013, 19:38 - Atualizado em 19/05/2013, 21:00 - Autor:


Sempre abdicando de vaidades e com métodos muitas vezes não compreendidos pelos críticos, o paulista Ricardo Mendes Nascimento, o Lecheva, sempre lutou para ser uma unanimidade no Paysandu, porém com uma simplicidade que, agradando ou não, vem conquistando resultados expressivos ao Papão.


Com o seu primeiro título como treinador na carreira, Lecheva foi o técnico que levou o clube à ascensão na série B. Após o marasmo de cinco anos para conseguir este objetivo, classificou, de maneira histórica, o Paysandu para a terceira fase da Copa do Brasil de 2012.


Sempre muito defendido pelos seus comandados em campo, Lecheva faz faz a linha do treinador que estimula os atletas de acordo com o que aprendeu em campo. Seguindo o que adquiriu de experiência na sua recente carreira de ex-jogador. Nas preleções, sempre gostou de ouvir o que o jogador tem a dizer. Fato que não agrada aqueles que preferem um treinador com a característica de "sargentão", aquele que manda e "fala grosso", quase sempre.    


Quando Lecheva assumiu o comando do time do Paysandu no lugar de Givanildo, que preferiu sair antes do término da Terceira Divisão, no ano passado, todos achavam que o ex-jogador bicolor seria apenas um um "quebra galho" até a contratação de um novo técnico. 


Lecheva tratou de ajustar o setor pensante do time, o meio campo, e apostando em peças como o experiente Vanderson, o talentoso Eduardo Ramos, conseguiu mesmo com a eliminação melancólica diante do Naviraiense, na última quarta-feira (15), em plena Curuzu, conseguiu motivar os jogadores para a vitória por 3 a 1 contra o Jacaré e sagrando-se campeão paraense de 2013.


Após a final contra o Paragominas, Lecheva desabafou no vestiário do Mangueirão. "Eu tenho uma vida do Paysandu, já vi muitas coisas. Falaram em mudanças, acho que elas têm que ter critério, mudar por mudar é burrice! Acho que o momento que a gente está vivendo, com as vitórias que a gente conquistou não tem porque mudar. Sei que tem muita gente que ainda não acredita em mim, até por causa da minha idade, mas os números estão a meu favor e contra fatos não há argumentos", ratificou.


(Ronald Sales/DOL) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS