Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Contratações começam a se definir na Curuzu

sábado, 11/05/2013, 09:22 - Atualizado em 11/05/2013, 09:22 - Autor:


No início da noite de ontem, começaram a circular informações extraoficiais sobre quatro possíveis contratações do Paysandu, o que causou grande alvoroço nas redes sociais. Tudo porque o clube já estaria certo com um lateral-esquerdo, um volante e dois zagueiros para a Série B do Brasileiro, ultrapassando a expectativa de dois nomes que a diretoria pretendia divulgar neste final de semana.


O lateral-esquerdo Janilson (XV de Piracicaba), o volante Zé Antônio (Botafogo de Ribeirão Preto), e os zagueiros Jean (Guangdong Sunray/China) e Fábio Sanches (Mogi-Mirim), seriam os anunciados. Na sequência da veiculação, a reportagem tentou contato com o diretor de futebol do clube, Clodomir Araújo, e o presidente, Vandick Lima. No entanto, os telefones estavam desligados.


Já o diretor de comunicação do Paysandu, Pedro Loureiro, garantiu que as informações são não oficiais. “Se o clube realmente contratou, essa informação não foi repassada, como acontece. Quando a diretoria fecha com um jogador, eles nos repassam e o site é o primeiro a publicar. Agora, sinceramente, não tenho conhecimento das informações”, disse.


As especulações ganharam forma justamente quando o próprio presidente Vandick foi a público dizer que não anteciparia nomes antes que o contrato fosse devidamente assinado e o jogador já estivesse em solo paraense, para evitar o mesmo que ocorreu no caso do zagueiro Fábio, novamente incluído no suposto pacote de contratações mais recente. “Assim que for fechado, o contrato estiver valendo e o atleta estiver em Belém, vamos repassar no site para toda comunidade bicolor”, explicou Pedro Loureiro.

Um olho na bola e outro no tempo

Desde o ano passado, quando disputou duas partidas pela Série C do Campeonato Brasileiro, o Paysandu sempre foi muito bem recebido no município de Paragominas. Na campanha do acesso, foram duas vitórias (Paysandu 2 x 0 Macaé e Paysandu 3 x 2 Icasa), diante de uma verdadeira avalanche azul celeste, que invadiu as ruas da cidade para acompanhar a reta final do Papão, naquele momento proibido de jogar em casa pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.


Pois bem. Agora, o cenário é o inverso e os bicolores vão ao nordeste paraense na condição de visitante, como o adversário que poderá desbancar o sonho do Paragominas em levar a taça de campeão estadual no ano em que o time estreia na divisão principal do futebol paraense. Serão dois confrontos, o primeiro neste domingo, às 17 horas, e o jogo da volta no próximo domingo, no mesmo horário.


Uma das maiores preocupações para o embate de amanhã é a possibilidade de chuva, que deixaria o gramado seriamente comprometido, haja vista os últimos jogos na Arena do Município Verde servirem de exemplo. Contra o Clube do Remo, ainda no segundo turno, o gramado tomou a aparência de uma grande piscina, prejudicando o jogo com bola no chão, amplamente defendido pelo Papão.


“Eu falo que, em dia de jogo, eu já acordo olhando pela janela para ver o tempo, prestando atenção toda hora. Eu digo por mim que os gramados ficam muito ruins por não serem preparados para a chuva, o que iguala muito o futebol e não prevalece a qualidade”, entende o meia Eduardo Ramos. Por ser o maior obstáculo, os atletas asseguram que terão mais cuidado, sobretudo pelo favorecimento que o tempo poderá trazer aos donos da casa.


“Se chover ou não, a gente tem que entrar determinado, até porque vamos enfrentar uma equipe forte, campeã do segundo turno, que mostrou a sua força. Lá acontece algumas vezes, mas se for assim tudo bem, vamos jogar do mesmo jeito”, garante Djalma.

É treinar, viajar e jogar a final!


Na véspera da primeira partida da grande final do Campeonato Paraense, o Paysandu fez, na tarde de ontem, o penúltimo treino antes de seguir rumo a Paragominas, onde enfrentará o PFC, às 17 horas deste domingo, no estádio Arena do Município Verde.


Devido ao calendário apertado, a delegação bicolor teve apenas um dia de descanso, após enfrentar uma verdadeira expedição, de Naviraí (MS) até Belém. O técnico Lecheva abriu mão da tarde de quinta e manhã de sexta-feira. Só trabalhou na tarde, onde os titulares fizeram treino em academia, enquanto os reservas foram ao Kasa.


As únicas ausências foram do volante Vanderson, ainda acometido de dores na região do púbis, e o atacante Heliton, queixando-se de dor na coxa. A ausência, no entanto, até o momento não compromete a escalação do jogo, embora a dupla não tenha atuado recentemente. Esdras ficou no lugar do capitão, enquanto Heliton retornou à reserva com Iarley, para dar a vez a João Neto e Rafael Oliveira.


O lateral-direito Yago Pikachu, o atacante João Neto, o volante Vanderson e o goleiro Paulo Rafael estão pendurados com dois cartões cada. Paulo dificilmente irá a campo, devido a boa participação do goleiro Zé Carlos no último jogo.


O treino derradeiro antes da partida será nesta manhã, na Curuzu. Depois, a delegação viaja e só pisa do gramado na hora do jogo. “Se não for possível trazer o resultado (vitória), um empate já nos servirá bastante”, opina Djalma.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS